Avaliação: Mercedes-AMG A 35 4Matic é a equação de tamanho e potência na medida certa

O Mercedes-AMG A 35 4Matic é um hot hatch empolgante, seja na pista ou no uso diário. Com 306 cv e mais de 40 kgfm, ele combina diversão e usabilidade

0
338
Mercedes-AMG A 35 4Matic
Foto: Roberto Assunção

Dizem que nos menores frascos estão os melhores perfumes, não é mesmo? Se o Mercedes-AMG A 45 S é o suprassumo dos hot hatches de Affalterbach, o Mercedes-AMG A 35 oferece um desempenho na medida certa para quem não deseja um poderio tão radical assim, mas quer boas doses de diversão ao volante.

Ambos possuem motor 2.0 turbinado, sendo que no Mercedes-AMG A 35 estão disponíveis 306 cv de potência e 40,8 kgfm de torque, enquanto no “irmão” são impressionantes 421 cv e 51 kgfm – é o 2-litros mais forte do mundo em produção, segundo o fabricante (confira a nossa avaliação do Mercedes-AMG CLA 45 S). Uma outra particularidade está na construção, pois o do Mercedes-AMG A 45 S é feito à mão com a plaquinha assinada pelo engenheiro responsável na tampa de válvulas.

Embora o Mercedes-AMG A 45 S seja um canhão transmitindo uma relação peso-potência de 3,7 kg/cv e um 0 a 100 km/h em 3,9 segundos, no A 35 são entregues 115 cv e 10,2 kgfm a menos, que resulta no 0 a 100 km/h de 4,7 segundos, para comparar.

+ Avaliação: Mercedes-AMG GLC 63 S Coupé oferece muito de tudo
+ Avaliação: Mercedes-AMG C 63 S é esportivo para colocar na lista de carros dos sonhos
+ Compra do Ano 2021/Esportivo: Mercedes-AMG C 63 S
+ Avaliação: Mercedes-AMG GT R é um carro de pista para as ruas


Potência e usabilidade

Apesar de mais “fraco”, o Mercedes-AMG A 35 transmite um comportamento empolgante. E o ponto-chave está na forma com que o propulsor acorda sem muito turbolag (aquele atraso antes de o turbocompressor encher) para assegurar rápidas respostas.

A unidade é baseada no bloco M 260 do Classe A, mas no A 250 aparecem 82 cv e 5,1 kgfm a menos (leia o nosso comparativo contra o Volkswagen Golf GTI). A engenharia alemã aplicou o comando de válvulas CAMTRONIC, o processo de polimento dos cilindros para diminuir o atrito interno, o gerenciamento inteligente do motor/óleo, o cárter de alumínio fundido para cooperar na diminuição do peso e o sistema de escape com flap para emitir uma sonoridade ímpar.

O câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas (AMG SPEEDSHIFT DCT 7G) trabalha de forma direta nas mudanças/reduções e as trocas sequenciais podem ser feitas pelas borboletas atrás do volante.

Estão disponíveis os modos de condução Comfort, Sport, Sport+, Individual e Piso Escorregadio, além da função RACE-START, para extrair todo o potencial do hot hatch, e o modo manual temporário. Eles alteram determinados parâmetros do veículo, como direção, motor e transmissão, mas não interferem no comportamento das suspensões. Ou seja, com calibração firme é preciso uma dose de cuidado extra nas ruas esburacadas.

Entretanto, isso desaparece no asfalto liso e ao atacar as curvas com vontade, pois o Mercedes-AMG impressiona pelo equilíbrio. O sistema de tração 4Matic reparte a força entre os eixos na ordem de 50:50 e é grudado no chão sem a tendência de sair de frente ou de traseira. As rodas de 19” calçam pneus Pirelli PZero de medidas 235/35 R19 – no A 45 S, 245/35 R19.

Mercedes-AMG A 35 4Matic
Foto: Roberto Assunção
Modos de condução

O Comfort é indicado para o uso cotidiano ao deixar a direção mais leve, as marchas trocadas brevemente e a aleta do sistema de exaustão fechada. O Start-Stop entra em ação durante as breves paradas, como nos semáforos, para reduzir o consumo e a emissão de poluentes.

Para quem deseja uma pitada extra o Sport e o Sport+ deixam tudo melhor. No último, o Mercedes-AMG A 35 anda para frente com disposição, enquanto as mudanças de marchas ocorrem acompanhadas de pipocos pelas duas saídas de escape ovais. A direção assume um padrão mais firme cooperando na dirigibilidade, porém, não ao ponto de incomodar no uso diário. Já as frenagens eficientes são mérito dos discos de 350×32 mm e pinças de quatro pistões à frente e de 330x22mm com pinça de um pistão flutuante no eixo traseiro.

Mercedes-AMG A 35 4Matic
Foto: Roberto Assunção

O Mercedes-AMG A 35 está no meio termo entre empolgação e usabilidade. Claro, desde que você esteja disposto a desembolsar R$ 416.900 por ele – exatos R$ 97.000 a mais frente ao A 250 (R$ 319.900). E ainda economizar R$ 102.000 em relação ao A 45 S (R$ 518.900).


FICHA TÉCNICA

MERCEDES-AMG A 35 4MATIC
Preço básico: R$ 416.900
Carro avaliado: R$ 416.900

Mercedes-AMG A 35 4Matic
Motor: quatro cilindros em linha 2.0, 16V, turbo, injeção direta, duplo comando de válvulas com variador de fase na admissão e escape, start-stop
Cilindrada: 1991 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 306 cv a 5.800 rpm
Torque: 40,78 kgfm a 3.000 rpm
Câmbio: automatizado de dupla embreagem, sete marchas
Direção: elétrica
Suspensões: Independente MacPherson (d) e multibraços (t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Tração: integral sob demanda
Dimensões: 4,436 m (c), 1,797  m (l), 1,405 m (a)
Entre-eixos: 2,729 m
Pneus: 235/35 R19
Porta-malas: 370 litros
Tanque: 51 litros
Peso: 1.555 kg
0-100 km/h: 4s7
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada eletronicamente)
Consumo cidade: 9,2 km/l
Consumo estrada: 10,9 km/l
Emissão de CO2: 138 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: E (Grande)