Avaliação: Mercedes-AMG CLA 45 S tem o motor 2.0 mais potente do mundo

O Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+ é um jato com motor de quatro cilindros. O desempenho explosivo aparece pelos 421 cv de potência e mais de 50 kgfm de torque


Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+
Foto: Roberto Assunção

Na década de 1990, o Honda Civic VTi nos brindava com um motor de quatro cilindros 1.6 16V (código B16A2) oferecendo uma potência específica de 100,3 cv/litro. Algo surreal, que mesmo após mais de 20 anos desde a despedida da quinta geração EG ele continua vivo em nossas mentes. De 1993, quando o hot hatch chegou ao Brasil, para o ano passado, com a estreia do Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+ passaram exatos 27 anos e muita água correu por debaixo da ponte.

+ Land Rover abre oficina de restauração de clássicos no Brasil
+ Teste Rápido: 100% elétrico, Renault Zoe está mais rápido e bonito
+ Confira 5 opções de SUVs usados “raiz” por até R$ 80 mil
+ Fábrica da Volkswagen em São Carlos (SP) atinge marca histórica

De igual entre os dois modelos apenas o fato de terem um bloco de quatro “bocas”. E só! Afinal, o do nipônico é naturalmente aspirado, enquanto o do representante de Affalterbach usa turbo.

No Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+ (geração C118), o kit de carroceria impõem respeito e frente ao “irmão” Mercedes-Benz CLA 250 (R$ 327.990) aparecem os para-choques mais agressivos trazendo o dianteiro com entradas de ar maiores, a grade frontal Panamericana – também presente em outros modelos do clã Mercedes-AMG -, as quatro saídas de escape e o spoiler montado sobre a tampa do porta-malas.

Grade frontal Panamericana está presente em outros carros da Mercedes-AMG (Foto: Roberto Assunção)

As caixas de rodas alargadas conferem um visual “bombado” e acomodam as rodas de 19” exibindo um design semelhante ao do supersedã Mercedes-AMG C 63 S 4Matic+, a nossa Compra do Ano 2021 na categoria Esportivo (leia mais). Os pneus são Michelin de medidas 255/35 ZR19. Se você curtiu a tonalidade da carroceria anote aí: ela se chama amarelo Sol.

Interior com fibra de carbono

Ao abrir a porta o interior do “baby” Mercedes-AMG CLS revela os acabamentos em fibra de carbono, alumínio, couro Alcantara e detalhes em microfibra DINAMICA, um material utilizado na Fórmula 1 para aumentar a aderência.

A posição de dirigir irretocável é conquistada com poucos ajustes nos comandos elétricos na lateral da porta – uma característica dos carros da Mercedes-Benz/Mercedes-AMG. A coluna de direção é amplamente ajustável em altura/profundidade, com destaque para a empunhadura do volante, enquanto os bancos esportivos acomodam o corpo de forma magnifica.

Outras características do habitáculo estão no quadro de instrumentos totalmente digital oferecendo os modos de visualização Classic, Sport e Supersport, o multimídia MBUX (Mercedes-Benz User Experience) e o pacote de luzes internas configuráveis.

Quem viaja atrás encontra espaço para pernas graças aos 2,729 m de entre-eixos, porém, pessoas de alta estatura podem raspar a cabeça no teto por conta da altura da carroceria de 1,444 m. No modelo antigo apareciam 2,699 m e 1,416 m, respectivamente. Entretanto, quem quiser mais espaço terá que mudar do Brasil para comprar o Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+ Shooting Brake, pois a perua não está à venda em nosso mercado. Uma pena!

Onde se esconde a magia

É sob o capô onde se esconde a usina de força do Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+. Afinal, lá está o propulsor de quatro cilindros 2.0 turbo mais potente do mundo! Uma unidade montada à mão capaz de descarregar absurdos 421 cv a 6.750 rpm de potência e torque brutal de 50,98 kgfm entre 5.000 e 5.250 rpm. Lembra quando falamos da potência específica do Honda VTi de 100,3 cv/litro? Pois bem, aqui são descomunais 210,5 cv/litro! 

Se na geração passada C117 do Mercedes-AMG CLA os 381 cv e 48,4 kgfm já arrancavam sorrisos, agora a conversa mudou de tom e a cada cutucada no pedal do acelerador o fará berrar todo o seu vocabulário de palavrões. E não estou exagerando!

O bloco de quatro cilindros (nomenclatura M139) utiliza um turbocompressor twin-scroll montado na parte de trás com pressão de trabalho de 2,1 bar. Com pouco turbolag (aquele atraso antes de o caracol encher) aparecem respostas animais em qualquer faixa de giro. É uma porrada na boca do estômago ao pressionar o pedal da direita, seja nas baixas, médias e altas rotações. Diferentemente do estrondo borbulhante dos V8 da Mercedes-AMG, aqui o rugido é rouco e fino.

Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+
Plaquinha posicionada na capa do motor indica o nome do engenheiro que montou à mão o propulsor 2.0 turbinado (Foto: Roberto Assunção)

A transmissão AMG Speedshift DCT de oito marchas trabalha de forma rápida tanto nas mudanças quanto nas reduções e tudo fica melhor ao cambiar manualmente pelas borboletas atrás do volante.

O casamento do conjunto motor/câmbio desconsidera os 1.675 kg do carro possibilitando acelerar de 0 a 100 km/h em rápidos quatro segundos e cravar a velocidade máxima de 270 km/h (limitada eletronicamente). A título de curiosidade, o Dodge Viper RT/10 1992 equipado com o bloco V10 8.0 entregava 406 cv e 63,8 kgfm fazia de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos. 

O Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+ pesa 40 kg a mais comparado ao Mercedes-AMG A 45 S (R$ 518.900) de 1.635 kg, que parte da imobilidade aos 100 km/h em 3,9 segundos. A distribuição de peso do coupé de quatro portas, segundo o fabricante, é da ordem de 60,8 kg à frente e 39,2 kg atrás. 

A tração 4Matic+ funciona sob demanda e pode enviar até 50% da força para o eixo traseiro permitindo fazer derrapagens controladas no modo Drift. Entre os programas de condução disponíveis estão presentes o Comfort, o Sport, o Sport+, o Individual, o Slippery e o Race. Este último, uma exclusividade do Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+ e não está disponível no Mercedes-AMG CLA 45 tampouco no Mercedes-AMG CLA 35 (R$ 431.990). 

Os modos de condução são escolhidos pelo comando giratório no volante ou por meio do manettino no console central e eles alteram os parâmetros do conjunto motor/câmbio, direção, suspensão, ar-condicionado, além do consumo. O Comfort é perfeito para utilizar na cidade ao fazer as trocas em rotações baixas em prol do gasto de combustível, as suspensões ficam mais macias e o sistema de exaustão fecha as aletas deixando-o mais quieto.

Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+
O seletor giratório dos modos de condução também está no volante. Na imagem, o programa Race (Foto: Roberto Assunção)

O Sport pode ser utilizado tranquilamente nos trajetos urbanos ele deixa a direção e as suspensões mais firmes. Além disso, o comportamento começa a ficar mais radical. Entretanto, as reações mais brutas surgem no Sport+ e no Race. Neste último, espere por uma patada com trocas de marchas acompanhadas de “pipocos” emitidos pelas saídas de escape. Um show à parte e também viciante!

No entanto, o Race para andar na cidade sacrifica o conforto dos passageiros ao passar por irregularidades do asfalto ou buracos. Aliás, ao volante é preciso uma dose de atenção extra devido aos pneus de perfil 35 e a baixa altura em relação ao solo.

Já para conter o ímpeto do Mercedes-AMG, os freios dianteiros utilizam discos de 360 mm x 36 com pinças de seis pistões fixos – no Mercedes-AMG C 63 S 4Matic+ são de 390 mm x 36, só para citar. Embora cobre praticamente R$ 550.000 o Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+ é diversão garantida e ainda oferece boa dose de versatilidade por conta das quatro portas e ainda o porta-malas de 460 litros.


FICHA TÉCNICA

MERCEDES-AMG CLA 45 S 4MATIC+
Preço básico: R$ 546.990
Carro avaliado: R$ 546.990

Mercedes-AMG CLA 45 S 4Matic+
Motor: quatro cilindros em linha 2.0, 16V, turbo, injeção direta e indireta monoponto, duplo comando de válvulas com variação na admissão e no escape
Cilindrada: 1991 cm³
Combustível: gasolina
Potência: 421 cv a 6.750 rpm
Torque: 50,98 kgfm entre 5.000 e 5.250 rpm
Câmbio: automatizado sequencial, oito marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e multibraços (t)
Freios: disco ventilados (d/t)
Tração: integral sob demanda
Dimensões: 4,688 m (c), 1,857 m (l), 1,444 m (a)
Entre-eixos: 2,729 m
Pneus: 255/35 ZR19
Porta-malas: 460 litros
Tanque: 56 litros
Peso: 1.675 kg
0-100 km/h: 4s
Velocidade máxima: 270 km/h (limitada eletronicamente)
Consumo cidade: 9,7 km/l*
Consumo estrada: 14,2 km/l*
Emissão de CO²: 186 g/km*
Nota do Inmetro: D*
Classificação na categoria: B (extra grande)*
*estimado 

Mais na Motor Show

+ Nova Honda Africa Twin estreia no Brasil a partir de R$ 70.490
+ Mitsubishi Pajero Full se despede do Brasil com série especial
+ Conheça 5 mitos envolvendo a troca de óleo do motor
+ Confira o preço do seguro dos 10 carros mais vendidos em abril
+ Policia Civil de SP incorpora viaturas Chevrolet Trailblazer blindadas
+ Volkswagen vai iniciar testes com nova Kombi elétrica 100% autônoma

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel