Avaliação: Mercedes-Benz C 300 Sport une esportividade e conforto

A nova versão 300 Sport do Mercedes-Benz Classe C aposta no visual e no desempenho do motor 2.0 turbo. É para quem deseja uma pitada a mais de emoção

Um Classe C mais esportivo no visual e na dirigibilidade. E não estamos falando do Mercedes-AMG C 63 S de 510 cv de potência, mas sim da nova versão 300 Sport. Comparado aos irmãos sedãs C 180 ff Avantgarde, C 200 ff Exclusive (ambos flex), C 200 Avantgarde e C 250, o novo topo de linha do sedã médio da Mercedes se difere pelos seguintes detalhes: exterior/interior AMG Line, pacote Night (com detalhes escurecidos nos frisos dos para-choques e das janelas), capas dos retrovisores, grade frontal e rodas aro 18. O acabamento da cabine mescla madeira com alumínio e o volante é de base achatada, com ótima empunhadura.

Não é uma versão só bela aos olhos, pois o sobrenome Sport não está lá por acaso. O motor 2.0 com turbo e injeção direta oferece uma condução apurada graças ao torque entregue em ampla faixa de giro. O câmbio automático 9G-Tronic, de nove marchas, passa a equipar todas as versões da Classe C, substituindo o anterior de sete velocidades. Segundo o fabricante, essa nova transmissão traz diversos componentes de magnésio e é 1 kg mais pesada do que a 7G-Tronic. Seu funcionamento rápido agrada e as trocas sequenciais podem ser realizadas pelas borboletas na coluna de direção.

Ao volante, você pode escolher eficiência ou diversão. São cinco modos de condução (Eco, Comfort, Sport, Sport + e Individual), que mudam alguns parâmetros do carro, como motor, câmbio e direção. No modo Eco, as marchas são passadas brevemente, permitindo andar em rotação baixa com pouquíssimo ruído (na cidade, é possível andar com a sexta ou até a sétima engatada).O start-stop desliga o motor durante breves paradas, como nos semáforos. Já nos trechos rodoviários, a nona marcha entra a 120 km/h e, dependendo da situação, o “ponto morto” eletrônico é engatado ao tirar o pé do pedal do acelerador. Dirigindo de forma constante e aproveitando esse recurso nas descidas, fizemos médias de 16,3 km/l de gasolina. Embora seja produzido em Iracemápolis (SP), o C 300 Sport não é flex, como as versões 180 ff Avantgarde e 200 ff Exclusive.

O toque de esportividade fica nos modos Sport e Sport +, que configuram o Mercedes-Benz para transmitir o máximo de desempenho. As reações mudam de contidas para rápidas. O escape possui borboletas variáveis, fazendo o ronco ir de silencioso para grave ao trocar o modo de condução. Para aumentar os ânimos, um sistema emite o som do motor para a cabine por meio dos alto-falantes (não funciona nos modos Eco e Comfort), como já fazem alguns carros da BMW. A suspensão é rebaixada em 15 mm, possibilitando muito controle e estabilidade nas curvas, porém os pneus Run Flat roubam um pouco do conforto ao passar por buracos ou demais imperfeições do asfalto. Com visual “matador” e um desempenho empolgante, o C 300 Sport pode ser tudo, menos um carro de “tiozão” conservador.


Ficha técnica:

Mercedes-Benz C 300 Sport

Preço básico (AT): R$ 241.900
Carro avaliado: R$ 241.900
Motor: 4 cilindros em linha 2.0, 16V, turbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 1991 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 245 cv a 5.500 rpm
Torque: 37,7 kgfm de 1.200 rpm a 4.000 rpm
Câmbio: automático, nove marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e multilink (t)
Freios: disco ventilado e perfurado (d) e disco sólido (t)
Tração: traseira
Dimensões: 4,686 m (c), 1,810 m (l), 1,447 m (a)
Entre-eixos: 2,840 m
Pneus: 225/45 R18 (d) e 245/40 R18 (t)
Porta-malas: 480 litros
Tanque: 66 litros
Peso: 1.530 kg
0-100 km/h: 5s9
Velocidade máxima: 250 km/h*
Consumo cidade: 9,6 km/l
Consumo estrada: 13,0 km/l
Emissão de CO2: 125 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: A (Extra-Grande)

*limitada eletronicamente