Avaliação: Mini JCW Countryman All4 é diversão em tamanho família

O crossover tem a esportividade do hatch Mini e ainda leva a família e a bagagem com conforto

6219

É muito bom quando algo supera as nossas expectativas. Confesso que, após ter guiado o nervoso hatch Mini John Cooper Works, não nutria grandes expectativas sobre o Mini John Cooper Works Countryman All4. Mas me enganei. A versão esportiva do crossover britânico consegue ser tão interessante quanto o hatch.

O John Cooper Works Countryman All4 é praticamente o BMW X1 xDrive25i Sport da Mini. Ambos são produzidos sobre a plataforma UKL2 do grupo alemão e compartilham o conjunto formado pelo motor 2.0 turbo de 231 cv, o câmbio automático de oito marchas e o sistema de tração integral. Mas enquanto o crossover da BMW agrada aos que buscam um visual mais conservador, o Countryman esportivo é todo estilo. Salta aos olhos a chamativa carroceria e o interior bem acabado, com forrações em alcantara, quadro de instrumentos integrado à coluna de direção e detalhes como os botões do painel inspirados nos carros de competição.

Aperto o botão de partida no console central – um interruptor vermelho, como o das maletas de mísseis dos filmes de ação – e o motor turbo desperta com um ronco grave, que ecoa pela garagem. Piso fundo no acelerador e sou recebido com um comportamento nervoso, graças aos 35,7 kgfm de torque disponíveis já a partir de baixas 1.450 rpm. E nem é preciso me preocupar com o câmbio. Passar a transmissão de oito marchas para o modo sequencial é uma questão de capricho, já que as trocas automáticas se destacam pela rapidez (e são acompanhadas dos “pipocos” no escape). E a tração integral confere ao Mini uma ótima estabilidade em curvas, ainda melhor do que no hatch. Na hora de parar, a precisão fica por conta dos poderosos freios projetados pela famosa marca italiana Brembo.

O John Cooper Works Countryman All4 oferece o Mini Driving Modes, com três opções de ajustes para o motorista, que alteram as respostas do acelerador, direção e câmbio, além de interferir na firmeza dos amortecedores e até no som do escape. O modo Green é voltado para a condução econômica, deixando mais lentas as respostas do veículo e desacoplando a tração integral entre 50 e 160 km/h. Já o modo Sport deixa o Mini com um comportamento mais esportivo, com suspensão firme, direção rápida, escape aberto e um acelerador pra lá de sensível (cuidado com os trancos em congestionamentos!).

Há ainda o modo Mid, que estabelece um meio termo entre eficiência e esportividade e é o ideal para os deslocamentos diários. Mesmo para quem não gosta de utilitários, fica difícil não se agradar com um crossover que consegue ser tão interessante quanto o Mini esportivo de três portas. Com a diferença de que, nesse caso, é possível compartilhar a experiência com os filhos e amigos, sem abrir mão do conforto e da bagagem.


Ficha técnica

Mini John Cooper Works Countryman All4

Preço básico (Cooper Countryman): R$ 148.990
Carro avaliado: R$ 219.390
Motor: 4 cilindros em linha 2.0, 16V, turbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 1998 cm³
Combustível: gasolina
Potência: 231 cv de 5.000 a 6.200 rpm
Torque: 35,7 kgfm de 1.450 a 4.500 rpm
Câmbio: automático sequencial, oito marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e multi-link (t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Tração: integral
Dimensões: 4,299 m (c), 1,822 m (l), 1,557 m (a)
Entre-eixos: 2,670 m
Pneus: 225/45 R19
Porta-malas: 450 litros
Tanque: 61 litros
Peso: 1.555 kg
0-100 km/h: 6s5
Velocidade máxima: 234 km/h
Consumo: não divulgado
Emissão de CO²: sem dados
Nota do Inmetro: não participa

blog comments powered by Disqus