Avaliação: Nissan Versa CVT é um japonês no clube dos automáticos

0
12189

Os tempos mudaram! Antes um privilégio dos ricos, dirigir sem pensar em pedal de embreagem é algo que se tornou comum (e desejado) até para os compradores dos sedãs compactos. É aí que entra o Nissan Versa equipado com o câmbio automático CVT. Ele chega só em junho, junto com o March CVT, mas já o dirigimos. Um dos últimos modelos sem a opção de câmbio automático ou automatizado no segmento (além dele, só o Ford Ka+ não conta com esse equipamento), o Versa CVT das fotos é uma unidade pré-série com a qual tivemos um rápido contato na fábrica da Nissan em São José dos Pinhais (PR).

Desenvolvida exclusivamente para os carros pequenos da marca, a transmissão que será aplicada ao Versa feito em Resende (RJ) é a mesma utilizada no modelo vendido nos Estados Unidos. Para o Brasil, a única alteração foi na calibração, que incluiu o alongamento da relação final para 8,7: 1. No trajeto de aproximadamente 10 km que percorremos por ruas e rodovia nos arredores da fábrica, o câmbio se revelou um nível acima de outros CVTs nacionais: ao mesmo tempo suave (sem trancos nas trocas) e ágil (esperto nas ultrapassagens e retomadas de velocidade).


A função Overdrive é outro ponto positivo desse câmbio, permitindo alterar totalmente a programação do CVT com um toque na alavanca. Se a 120 km/h o motor gira pouco abaixo de 2.000 rpm, com a função ativada o conta-giros salta para a faixa acima de 3.000 rpm. Útil para dirigir mais rápido ou para gerar freio-motor nas descidas de serra. Além desse ganho em conforto, o dono de um Versa manual que queira levar um CVT para casa não vai sentir muita diferença na hora de encher o tanque.

Com o novo câmbio automático, o sedã faz 7,8/10,0 km/l com etanol e 11,6/14,1 km/l com gasolina (cidade/estrada). Marcas pouco inferiores às do Versa 1.6 manual, que registrou média de 8,6/10,2 km/l e 12,4/14,8 km/l (cidade/estrada). Apesar de o Versa avaliado ser um exemplar da versão SL Pack Plus (que sai por R$ 58.490 com o câmbio manual), ainda não está definido em qual versão (ou versões) a caixa automática estará disponível. A Nissan divulgou apenas que a nova transmissão estará restrita ao motor 1.6 de 111 cv.

—–

Ficha técnica:

Nissan Versa SL 1.6 CVT

Preço estimado: R$ 62.000
Motor: 4 cilindros em linha 1.6, 16V, comando variável
Cilindrada: 1598 cm3
Combustível: flex
Potência: 111 cv a 5.600 rpm (g/e)
Torque: 15,1 kgfm a 4.000 rpm (g/e)
Câmbio: automática CVT
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,492 m (c), 1,695 m (l), 1,506 m (a)
Entre-eixos: 2,600 m
Pneus: 195/55 R16
Porta-malas: 460 litros
Tanque: 41 litros
Peso: não divulgado
0-100 km/h: não divulgado
Velocidade máxima: não divulgada
Consumo cidade: 11,6 km/l (g) e 7,8 km/l (e)
Consumo estrada: 14,1 km/l (g) e 10,0 km/l (e)
Emissão de CO2: sem dados
Nota do Inmetro: não participa

AVALIAÇÃO
Motor
Câmbio
Desempenho
Consumo
Segurança
Equipamentos
Multimídia
Conforto
Porta-malas
Prazer ao dirigir
SHARE
Artigo anteriorEles não te entendem?
Próximo artigoFord confirma Fiesta 1.0 EcoBoost para o Brasil