Avaliação: Toyota Etios X 1.3 coloca a razão acima da emoção


O Toyota Etios é a mais nova opção no mercado de hatch automático abaixo de R$ 50.000. Sua versão de entrada X custa R$ 47.625, enquanto o Chevrolet Onix LT sai por R$ 46.990 e o Kia Picanto, por R$ 49.990. Ele ainda não é o mais barato do mercado e tampouco veio com o aguardado facelift, mas, embora seu visual não seja tão cativante quanto os dos rivais da Chevrolet e da Hyundai, o Toyota seduz pelo conjunto mecânico. Sob o capô, agora seu motor 1.3 16V é nacional, feito em Porto Feliz (SP). De fôlego renovado, a potência foi a 88/98 cv (g/e) – antes 84/90 cv (g/e) e aparece somente nessa configuração X.

Mas a melhor novidade mecânica está na vinda da transmissão automática de quatro velocidades. A caixa foi emprestada do Corolla antigo (hoje com CVT), porém com nova calibração. Mesmo tendo marchas a menos em relação ao Chevrolet Onix e ao Hyundai HB20, ambos de seis velocidades, o Etios transmite conforto nos congestionamentos e dirigibilidade bem acertada na cidade/estrada ao realizar rápidas trocas ou retomadas, fazendo-o embalar sem esforços. Não há opção de mudanças sequenciais. O desempenho está na medida certa para um modelo dotado de motor 1.3.

Assim como o conjunto motor-câmbio, as suspensões também merecem elogios. Elas receberam novos batentes hidráulicos e estão mais macias – sem comprometer a dinâmica em curvas. A nova calibração da direção elétrica progressiva deixou-a bem leve ao esterço em baixas velocidades, facilitando ainda mais a vida do motorista na hora de estacionar ou de fazer manobras. Todos esses melhoramentos foram bem-vindos, beneficiando a dirigibilidade do Toyota. E o Etios quer atrair os olhares também por seus mimos a bordo.

O interior escurecido transmite ares de requinte. Além disso, o isolamento acústico foi aprimorado. O desenho dos bancos possibilita boa posição de dirigir. O polêmico painel central continua lá, mas passou a ser digital, em tela de 4,2”, o que já o melhorou muito. Do lado direito, ele exibe conta-giros, computador de bordo, termômetro e a quantidade de combustível gasta na viagem (em reais). Já na esquerda estão velocímetro e indicador de combustível. Outra informação exibida é a indicação de marcha utilizada.

Sem esquecer da segurança dos ocupantes traseiros, o Etios ganhou isofix para a fixação de cadeirinhas infantis, além de encosto de cabeça e cinto de segurança de três pontos para o quinto ocupante. As críticas ficam pelas ausências do rádio (imperdoável) e das rodas de liga. No final das contas, o Etios 1.3 é uma versão a ser considerada. Afinal, as suas (grandes) qualidades estão onde os olhos não alcançam. Ele é um carro técnico. Ou seja, o Etios não se propõe a oferecer emoção, mas cumpre sua missão. E muito bem!

—–

Ficha técnica:

Toyota Etios Hatch X 1.3

Preço básico: R$ 47.625
Carro avaliado: R$ 47.625
Motor: 4 cilindros em linha 1.3, 16V, duplo comando variável
Cilindrada: 1329 cm3
Combustível: flex
Potência: 88 cv 5.600 rpm (g) e 98 cv a 5.600 rpm (e)
Torque: 12,5 kgfm a 4.000 rpm (g) e 13,1 kgfm a 4.000 rpm (e)
Câmbio: automático, quatro marchas
Direção: elétrica
Suspensões: McPherson (d) e eixo torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 3,777 m (c), 1,695 m (l), 1,510 m (a)
Entre-eixos: 2,460 m
Pneus: 175/65 R14
Porta-malas: 270 litros
Tanque: 45 litros
Peso: 955 kg
0-100 km/h: 11s8 (e)*
Velocidade máxima: 170 km/h (e)*
Consumo cidade: 11,8 km/l (g) e 8,2 km/l (e)
Consumo estrada: 13,3 km/l (g) e 9,2 km/l (e)
Consumo nota: B
Emissão de CO2: 107 g/km (com etanol = 0 g/km)
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Compacto)
*Dados do fabricante da versão manual com etanol