Avaliação: Toyota RAV4 Hybrid traz combinação sem igual no mercado

Com ajuda elétrica, o SUV Toyota RAV4 Hybrid chega para desafiar o conterrâneo Honda CR-V e os mexicanos VW Tiguan e Chevrolet Equinox

Quem acompanha a MOTOR SHOW já leu tudo sobre o Toyota RAV4 Hybrid em reportagem de nossa parceira Quattroruote (confira aqui). Ele chegou antes do que previmos – começou a ser vendido agora em junho –, mas no preço que estimamos. A versão S Hybrid, com itens como faróis de LED, sete airbags, bancos de couro com ajuste elétrico e ventilação, ar bizone e chave presencial, custa R$ 167.990. A SX Hybrid soma teto panorâmico, carregador sem fio, porta-malas com tampa motorizada e ainda estreia recursos semiautônomos da marca no Brasil (frenagem automática, assistente de luz alta, assistente de permanência em faixa e piloto automático adaptativo). Custa R$ 185.990, o que é pouco, considerando o preço de rivais como Honda CR-V, VW Tiguan R-Line e Chevrolet Equinox.

Porque o RAV4 pode não ter sete lugares nem ser exatamente esportivo, mas é um híbrido, feito em uma versão mais sofisticada da base TNGA do Prius/novo Corolla. Além do motor 2.5 a gasolina, tem três motores elétricos. Em conjunto, somam até 222 cv – mas o mais interessante é quando o primeiro se desliga e os elétricos atuam, em silêncio, recuperando energia nas frenagens. Assim, pode superar 20 km/l na cidade, dependendo do percurso e trânsito – o Inmetro diz 12,8 km/l, mas os métodos normais de medição não se aplicam bem aos híbridos. Vamos conferir depois quanto ele gasta no trânsito de São Paulo, porque nesse contato, na Argentina, só andamos no… off-road?

Sim, ele é um SUV, embora quase ninguém os use mais fora de estrada, e a Toyota quis mostrar o funcionamento da tração integral híbrida que equipa as duas versões vendidas no Brasil. Ela é mais para segurança que para off-road, ainda mais considerando o vão livre de só 18 cm e os ângulos de ataque e saída ruins – 17o e 21o, respectivamente. O RAV4 é um 4×4 sem cardã: se necessário, o motor elétrico traseiro atua independentemente. Na lama, o painel mostrava a atuação da tração em cada roda – no modo Track ela é melhor distribuída e o volante fica mais leve. Ainda há bloqueio do diferencial (eletrônico). Quebra um galho, mas o RAV4 Hybrid não é pra isso. É um belíssimo SUV, espaçoso e muito econômico, que mostra suas maiores virtudes e vantagens em um uso principalmente urbano.


Ficha técnica:

Toyota RAV4 SX Hybrid

Preço básico: R$ 167.990
Carro avaliado: R$ 185.990
Motor: gasolina quatro cilindros em linha 2.5, 16V, ciclo Atkinson + dois motores elétricos dianteiros + motor elétrico traseiro
Cilindrada: 2487 cm³
Combustível: gasolina+eletricidade
Potência: 178 cv a 5.700 rpm (g) +120 cv (elétricos) + 54 cv (et) = potência combinada de 222 cv
Torque: 22,4 kgfm a 3.600 + 20,6 kgfm + 12,5 kgfm (atrás)
Câmbio: automático continuamente variável transeixo (e-CVT)
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e duplo-A (t)
Freios: disco ventilados (d) e discos sólidos (t)
Tração: integral elétrica (AWD), com LSD
Dimensões: 4,600 m (c), 1,855 m (l), 1,685 m (a)
Entre-eixos: 2,690 m
Pneus: 225/60 R18
Caçamba: 580 a 1.690 litros (oficial)
Tanque: 55 litros
Peso: 1.650 kg
0-100 km/h: 8s0 (QRT)
Vel. máxima: 187 km/hh
Consumo cidade: 14,3 km/l (PBEV) e 18,6 km/l (QRT)
Consumo estrada: 12,8 km/l (PBEV) e 12,5 km/l (QRT)
Emissão de CO²: 80 g/km
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (SUV Grande)