Avaliação: Vale a pena comprar um JAC T60 Plus?

O utilitário esportivo chinês JAC T60 Plus exibe um design “diferentão” e ainda oferece uma condução de acordo com a proposta

0
769
JAC T60 Plus
Foto: Roberto Assunção

Acredite se quiser, mas este é o novo JAC T60. Ele mudou radicalmente frente ao antecessor e ganhou o sobrenome Plus. Se no passado transmitia um “quê” de Ford, agora o Refine S4 (como é vendido lá fora) exibe linhas de carro-conceito.

JAC T60 Plus
Foto: Roberto Assunção



A dianteira do JAC salta aos olhos pelas luzes diurna de circulação (DRL)/de direção em posição superior, enquanto os faróis ficam separados logo abaixo. Um estilo semelhante ao da picape monobloco Fiat Toro. Não só isso, como nas laterais aparecem o teto flutuante, a antena estilo barbatana de tubarão e as rodas de 17” calçadas por pneus Giti Comfort F22 Advanztech de medidas 215/50. Alguns desses itens também estão aparentes no Nissan Kicks 2022.


Os ares de ousadia ainda estão na traseira desenhada com um estilo único. Destaque para a lanterna, que à noite cria uma bela assinatura luminosa. Entretanto, o para-choque não protege a tampa do porta-malas em eventuais colisões. Algo como acontecia no Honda Fit de antigamente.

+ Honda Civic 2022 é evolução (e não revolução) em sua 11ª geração
+ Veja quais multas de trânsito podem ser convertidas em advertência
+ Conheça o Wild One Max, carro de controle remoto com tamanho (e preço) de automóvel real
+ PCD: MP que limita em R$ 70 mil compra de carros com isenção de IPI é prorrogada

Interior bem acabado
JAC T60 Plus
Foto: Roberto Assunção

A cabine transmite uma boa escolha de materiais e destaque para as áreas sensíveis ao toque nas laterais de portas, no console central, no painel e acima do quatro de instrumentos totalmente digital de 10,25”, o qual oferece três modos de visualização.

O ar-condicionado touch screen pega um embalo no do Honda City. Na mesma área do condicionador de ar estão lá os comandos para acessar as funções do multimídia com tela tátil de 10,25”e conectividade Android Auto/Apple CarPlay.

JAC T60 Plus
Foto: Roberto Assunção

O volante de três raios multifuncional oferece boa empunhadura, porém, a coluna é regulável apenas em altura. A ergonomia perde pontos também pelos controles elétricos dos retrovisores em posição distante das mãos. O ponto positivo vai pela presença do teto solar elétrico.

Os bancos revestidos em couro são confortáveis com espumas de boa densidade e apoios laterais pronunciados. Uma curiosidade fica pela ausência das costuras aparentes na porção superior do encosto do lado do carona.

Foto: Roberto Assunção

Com porte similar ao do Jeep Compass e do Ford Territory, quem viaja atrás encontra um bom espaço para as pernas, além de saídas de ar/entradas USB para efetuar o carregamento de gadgets.

JAC T60 Plus
Foto: Roberto Assunção

Já o porta-malas é de volumosos 650 litros podendo ir a 1.210 litros após o rebatimento do banco traseiro, aliás, com ordem de 40/60. Já ao abrir a porta do motorista é projetado no chão o nome Refine S4, como o SUV é conhecido em outros mercados.

 

Comprimento

Entre-eixos

Porta-malas

JAC T60 Plus 4,410 m 2,620 m

 

650 litros*
Jeep Compass Sport T270 4,404 m  2,636 m 476 litros*
Ford Territory SEL  4,580 m  2,716 m

 

348 litros*

* banco traseiro em posição normal  

E como anda?

Sob o capô, o motor de quatro cilindros 1.5 turbinado do JAC T60 Plus está conectado ao câmbio continuamente variável (CVT) com simulação de seis marchas – uma receita utilizada pelo Ford Territory – e trocas sequenciais realizadas por meio da alavanca. Na hora de abastecer, o modelo só bebe gasolina e não é bicombustível. 

No desafio da balança, o JAC T60 Plus pesa 1.365 kg garantindo uma relação peso-potência de 8,12 kg/cv e um 0 a 100 km/h feito em 9,6 segundos. A velocidade máxima é de 195 km/h. Essa condução acertada é mérito dos 21,4 kgfm de torque plano disponível de 2.000 e 4.500 rpm.

Para transmitir segurança foram aplicados freios a disco nas quatro rodas e o pedal agrada pela boa modulação. Entretanto, a direção assistida eletricamente é anestesiada e poderia ser mais direta.

JAC T60 Plus
Motor: quatro cilindros em linha 1.5, 16V, injeção indireta, duplo comando de válvulas com variação na admissão, turbo
Combustível: gasolina
Câmbio: continuamente variável (CVT), seis marchas simuladas
Potência: 168 cv a 5.500 rpm
Torque: 21,4 de 2.000 a 4.500 rpm
Relação peso-potência: 8,12 kg/cv
Relação peso-torque: 63,8 kg/kgfm  
0 a 100 km/h: 9s6
Velocidade máxima: 195 km/h

Jeep Compass Sport T270
Motor: quatro cilindros em linha 1.3, turbo, injeção direta, controle flexível da duração e da elevação das válvulas de admissão (Multiair)
Combustível: flex
Câmbio: automático com conversor de torque, seis marchas
Potência: 180 cv (g) e 185 cv (e) a 3.750 rpm
Torque: 27,53 kgfm a 1.750 rpm
Relação peso-potência: 8,12 kg/cv
Relação peso-torque: 54,69 kg/kgfm
0 a 100 km/h: 8s9 (g) e 8s8 (e)
Velocidade máxima: 204,5 km/h (g) e 207 km/h (e)

Ford Territory SEL
Motor: quatro cilindros em linha 1.5, 16V, injeção direta, duplo comando de válvulas na admissão/escape, turbo 
Combustível: gasolina
Câmbio: continuamente variável (CVT), oito marchas simuladas 
Potência: 150 cv 5.300 rpm
Torque: 22,9 kgfm a 1.500 rpm
Relação peso-potência: 10,7 kg/cv
Relação peso-torque: 70 kg/kgfm
0 a 100 km/h: 11s8
Velocidade máxima: 180 km/h

As suspensões aguentam o tranco em nosso asfalto e possuem uma calibração macia. Aliás, dependendo do tipo de asfalto, é possível escutar o conjunto trabalhando e sentir batidas secas ao passar por irregularidades mais pronunciadas. Apesar disso, elogios para o isolamento acústico do interior.

Em segurança, o JAC T60 Plus oferta seis airbags (frontais, laterais e de cortina), função Auto Hold, freio de estacionamento elétrico, controles eletrônicos de tração/estabilidade, isofix para fixação de bancos infantis, câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, alarme, monitoramento da pressão dos pneus, entrada/partida sem chave, assistente de partida em rampas e controlador de velocidade “convencional” (não é adaptativo). O travamento automático das portas acontece em velocidade de 40 km/h ao contrário de 15 km/h da maioria dos carros.

O JAC T60 Plus é comercializado com preços de R$ 123.990 (Pack 2) e de R$ 127.990 (Pack 3). Só para comparar, o Jeep Compass Sport T270 2022, primeira versão da gama, custa iniciais R$ 144.647, enquanto o Ford Territory SEL, cuja origem é chinesa igual ao SUV da JAC, parte de R$ 179.900.

Seria o momento de deixar o preconceito de lado e olhar com bons olhos para o JAC T60 Plus? Afinal, os carros chineses evoluíram muito ao longo dos anos e o utilitário esportivo é sim uma opção a ser levada em consideração.

Mais na Motor Show

+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Motor Show testa os novos SUVs: Ford Mustang Mach-E, Jeep Compass 2022 híbrido, VW ID.4 e muito mais
+ Com 299 cv, Volkswagen ID.4 GTX é um SUV elétrico feito para acelerar
+ Renault Sandero lidera entre os carros seminovos mais vendidos na internet
+ Mitsubishi L200 Triton Savana retorna por R$ 204.990
+ Os 10 SUVs “submédios” mais econômicos do Brasil


FICHA TÉCNICA

JAC T60 PLUS
Preço básico: R$ 123.990
Carro avaliado: R$ 127.990
Emissão de CO²: 132 g/km
Com etanol: zero
Nota do Inmetro: C

JAC T60 PLUS
Motor: quatro cilindros em linha 1.5, 16V, injeção indireta, duplo comando de válvulas com variação na admissão, turbo
Cilindrada: 1499 cm3
Combustível: gasolina
Potência: 168 cv a 5.500 rpm
Torque: 21,4 kgfm de 2.000 a 4.500 rpm
Câmbio:  continuamente variável (CVT), seis marchas simuladas
Direção: elétrica
Suspensão: MacPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,410 m (c), 1,800 m (l), 1,660 m (a)
Entre-eixos: 2,620 m
Pneus: 215/50 R17
Porta-malas: 650 a 1.210 litros
Tanque: 50 litros
Peso: 1.365 kg
0-100 km/h: 9s6
Velocidade máxima: 195 km/h
Consumo cidade: 9,6 km/l
Consumo estrada: 11,2 km/l
Emissão de CO2: 132 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: D (Utilitário esportivo compacto)