Bebê a bordo

Está quente. É janeiro, mês de férias. O trânsito está congestionado e sua viagem parece não ter fim. A lei manda apertar o cinto da cadeirinha – e aí o pequeno passageiro mal pode se mexer. Começa a choradeira… Como encarar uma estrada sem ter que viver esse drama? Como garantir conforto e tranquilidade para bebês dentro de um carro?

O transporte em assentos adequados é fundamental (e eles devem ser escolhidos com base no peso e na idade da criança, como se vê na página ao lado). Para fixá-los ao carro, o cinto de segurança deve estar bem preso a eles, sem folgas, ou, ainda, pode-se usar o sistema Isofix, mais seguro, nos poucos modelos que o oferecem (as cadeirinhas compatíveis com o Isofix também são raras, e só agora começaram a surgir em nosso mercado).

Para acomodar o bebê, você deve usar os pequenos cintos do bebê-conforto ou da cadeirinha para mantê-lo bem preso. É importante também vestir a criança com uma camisa de algodão de manga longa, pois protege a pele de irritações e do sol. E lembre-se: jamais tire o bebê da cadeirinha, mesmo em congestionamentos. Os braços da mãe não são um lugar seguro. Se a imobilidade durante a viagem é inevitável, a solução é parar com frequência. Deixe o pequenino engatinhar ou andar.

De volta ao carro, tente distrair o bebê com jogos, músicas, canções, conversas ou um DVD, para combater o tédio – que os deixa muito irritados. O ar-condicionado deve ser usado com moderação. Evite janelas abertas,  mesmo se estiver mais fresco. O vento, o barulho e a poeira causam desconforto. Para proteger contra o sol, use cortinas com ventosas grudadas no vidro. No caminho, não deixe de hidratar o bebê: dê água com açúcar, chá descafeinado e sucos em pequenas doses.

O mesmo vale para as refeições. Sirva aos poucos e prefira alimentos secos. Dê algo para ele mastigar, mas não se preocupe se estiver comendo pouco. Para fazer um lanche mais completo, é melhor parar o carro.

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMercado e Serviços
Próxima notíciaCorrida na praia