Bentley testa novo Continental GT em corrida maluca

Bentley vai testar o novo Continental GT em uma corrida maluca no gelo
Bentley vai testar o novo Continental GT em uma corrida maluca no gelo

A Bentley tem a tradição de submeter seus modelos a testes extremos. Mas o que a montadora preparou para esse ano ganha ares de surrealidade. A Bentley testa o novo Continental GT em uma “corrida maluca no gelo”, na cidade austríca de Zell am See, no próximo fim de semana.

O modelo que vai deslizar pela pista de gelo do 2020 GP Ice Race é semelhante ao Bentley que bateu recorde na Pikes Peak International Hill Climb em 2019, com motor W12 twin-turbocharged TSI de 6l. O carro faz de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos e atinge velocidade máxima de 333 km/h.

+ Bentley oferece livro de R$ 1 milhão para clientes
+ Do deserto ao gelo polar: confira o SUV Jaguar F-Pace em testes extremos
+ Carlos Sainz vence Rally Dakar pela terceira vez

Competidora do Mundial de Rally Junior, a britânica Catie Munnings será a responsável por conduzir o Continental GT em Zell am See. “Eu passei algum tempo com o carro no gelo pouco antes do Natal. A princípio eu achei que a direção seria pesada, mas me impressionou a dinâmica e responsividade. Ele dança como uma carro leve de rally.”

A corrida de Zell am See consiste em dois dias de competição sob as mais imprevisíveis condições climáticas. A primeira edição aconteceu em 1937 e a penúltima em 1974. Um hiato de 45 anos separou os fãs da corrida no gelo até o ano passado quando a competição foi novamente organizada.

O final de semana na pista de gelo comporta diversas competições que desafiam os pilotos em várias categorias de veículos que envolvem duas provas: corrida tradicional e skijoring.

Esta última consiste em uma modalidade introduzida nos Jogos Olímpicos de Inverno de 1928 em St. Moritz, na Suíca. Nela, o esquiador era puxado pela pista por um cavalo. Na edição deste ano, o esquiador Sven Rauber, que representará a Bentley, será submetido a muitos mais cavalos de potência.