O significado dos logotipos das marcas de carros (Parte 2)

Animais, constelações, obras de arte, heróis do passado: os logotipos dos fabricantes de carros abrangem um amplo universo de signos e metáforas. E são fundamentais para caracterizar as marcas.


Qual é o significado dos logotipos das marcas de carros? Eles podem parecer triviais, mas escondem significados profundos, que remontam às origens da marca, às vezes envoltos em eventos que se tornam quase lendas. Têm, portanto, um valor que hoje, ao menos no setor automotivo, é frequentemente destacado,

Ao longo dos anos, muitas vezes décadas, os logotipos foram se tornando cada vez mais refinados, refletindo o gosto moderno pela estilização gráfica e mudanças de direção ou administração das marcas. Quase nunca, no entanto, eles traem suas origens, tentando sempre preservar a simbologia escolhida pelos fundadores. 

Além disso, a tradição dos logotipos das marcas e as suas histórias são cada vez mais considerados patrimônios a serem protegidos e aprimorados. Aqui, explicamos o significado dos logotipos de algumas das  marcas de carros mais conhecidas. Esta é a segunda parte — leia aqui a primeira.

BMW

Existem dois fabricantes de automóveis que aludem, em sua simbologia, à aeronáutica: BMW e Ferrari. Afinal, é um setor que historicamente sempre teve muitos vínculos, mais ou menos conhecidos, com o mundo das quatro rodas. Basta pensar também nos motores de aviação produzidos pela Fiat e pela Alfa Romeo, nos desafios recorrentes de velocidade entre carros de corrida e as decolagem de aviões e as afinidades no campo da pesquisa aerodinâmica).

A primeira empresa a destacar esses aspectos foi a BMW, cujo símbolo lembra uma hélice estilizada, com as cores branca e azul que constituem uma homenagem à Baviera. De fato, a empresa já produzia motores de aeronaves com seu primeiro nome, Rapp Motorenwerke.

Veja a evolução do logo da marca (o mais recente, deste ano, é só para comunicação, não para os carros em si):

Esse é o que ainda está nos carros:

logotipos

FERRARI

Muito mais conhecida é a origem do logotipo com o cavalo empinado da Ferrari: ele era a bandeira do ás da aviação Francesco Baracca. Drake conheceu seu pai Enrico e sua viúva Paolina Biancoli no início dos anos 20. Foi o último quem pediu à Ferrari que o adotasse em seus carros como um amuleto da sorte. Fontes oficiais indicam como o primeiro carro com o emblema do Cavallino o Alfa Romeo 8C 2300 de Brivio-Siena e Taruffi-D’Ippolito da equipe Ferrari que ocuparam as duas primeiras posições nas 24 Horas de Spa em julho de 1932. O escudo inicial, completado pelas cores da bandeira italiana, foi substituído por um retângulo na 125 S, a primeira Ferrari.

logotipos

ABARTH

Karl Abarth, fundador da marca italiana depois adquirida pela Fiat, nasceu em Viena em 15 de novembro de 1908. Ele era um ex-motorista de carro e moto, e em 1949, fundou sua própria empresa. EMbora muitos falem do veneno do escorpião, como alusão à esportividade, mas Karl escolheu o logotipo por causa de seu signo no zodíaco, o escorpião.

VOLVO

Nascida em 1927 por iniciativa da SKF (que fabricava rolamentos), a marca de carros, caminhões e ônibus sueca está hoje nas mãos dos chineses. O nome vem do latim volvere (rolar) no nome. O logotipo vem da representação química antiga do elemento ferro, com uma flecha que brota de um círculo.