VW Nivus pode fazer marca superar Chevrolet e virar líder

O SUV cupê da Volkswagen, Nivus
O SUV cupê da Volkswagen, Nivus

O VW Nivus será apresentado no próximo dia 28 com potencial para ajudar a marca alemã, enfim, à liderança de vendas no Brasil. Afinal, a Fiat só cai porque a Jeep foi priorizada na FCA (Fiat Chrysler Automobiles). E a Ford, fechando fábricas e aposentando modelos, disputa, sem muitas chances, o quarto lugar no segundo pelotão (leia aqui).

Enquanto isso, a Volks luta para roubar a liderança da Chevrolet, que está na posição desde 2016, quando a tomou da Fiat (que, por sua vez, era líder desde 2006, quando roubou o primeiro lugar… da própria Chevrolet. Veja o gráfico com a participação de mercado delas abaixo (clique para ampliar):

Toyota

O QUE NÃO MUDA

O VW Nivus não deve ser um fenômeno de vendas, mas deve vender o suficiente para dar uma bela ajuda à marca. (leia mais aqui sobre o carro e seu posicionamento, como adiantamos há dois anos, com exclusividade)Isso porque, nos segmentos onde as duas marcas já estão consolidadas e têm tradição, as coisas não devem mudar muito de figura.

VW Nivus
O SUV cupê da Volkswagen, Nivus, em imagem disfarçada oficial

Disputas como VW Gol/Voyage vs Chevrolet Joy/Joy Plus não devem mudar muito. No segmento acima, a nova dupla Onix/Onix Plus deve aumentar a vantagem sobre Polo/Virtus por ser novidade, mas nada muito diferente do que já ocorre.

Já nos segmentos mais caros, os volumes são muito pequenos. Na briga Chevrolet Cruze vs VW Jetta pelo terceiro lugar,o primeiro tem vendido mais, mas isso não afeta muito o panorama geral. 

A mesma coisa acontece nas disputas entre Amarok e S10, ou as vendas de carros em segmentos mais de nicho, com os que apenas uma dessas duas marcas disputa: o de esportivos com o Ford Mustang e o de city-cars com o VW Up.

O QUE MUDA

Assim, em um disputa equilibrada com uma boa tendência de alta da Volks agora sendo combatida com a renovação da família Onix, um novo e interessante produto, como o Nivus pode, fazer diferença e acabar definindo a ultrapassagem da Chevrolet pela Volks.

Mas não podemos nos esquecer de um segmento expressivo e vital nesta briga: os SUVs compactos. As duas marcas demoraram a aparecer neste segmento com produtos de fato significativos, mas agora já disputam, ou até roubaram a liderança do Jeep Renegade, mesmo que apenas pontualmente (o T-Cross, leia aqui a avaliação, foi mais vendido em dezembro e janeiro; o Tracker, leia aqui, liderou em março).

 

OBSTÁCULOS

Assim, mesmo que o Nivus some um número expressivo nas vendas da Volks, a tentativa de ultrapassagem desta sobre a Chevrolet pode ser frustrada por um resultado excepcionalmente positivo do Tracker, que pode abrir uma boa vantagem sobre o T-Cross e compensar as vendas do Nivus. Afinal, ele é mais novo e também muito bom. Melhor que os anteriores e agora nacional, ele deve enfim vender bem e de modo consistente.

 

Nessa conta, ainda temos que considerar que o Nivus pode acabar não contribuindo tanto no volume total de vendas da Volks. Isso porque ele pode acabar “canibalizando” as vendas do próprio T-Cross. Tudo depende de como funcionará o posicionamento do modelo e como o consumidor reagirá a seu design. 

E, ainda, podemos ter mais surpresas nesta disputa. Porque, em breve, também começa a briga entre os futuros rivais do Jeep Compass, Chevrolet (sem nome) e VW Tarek. O Tarek deve chegar no ano que vem, e o Chevrolet, só em 2022. O que aumenta as chances de a Volks, se conseguir mesmo assumir a liderança este ano, se manter nela ao menos até 2021.

Veja também

+ As 20 marcas de carro que mais vendem no mundo
+ Os 20 carros automáticos mais baratos do Brasil
+ Honda Civic Touring custa caro, mas é dos melhores da categoria
+ VW Golf GTI é o melhor esportivo do Brasil
+ Jeep Compass 2019 fica mais completo para se manter na crista da onda
+ A história da Rural e da picape F-75, avós dos SUVs brasileiros

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar