BMW Série 5 2021 estreia mudanças e sistema híbrido leve

O BMW Série 5 ganhou mudanças visuais e um novo sistema híbrido-leve. As encomendas iniciam nos Estados Unidos neste mês, com as primeiras entregas em julho

Foi revelado o BMW Série 5 2021, que trouxe aperfeiçoamentos no design, na aerodinâmica, na tecnologia, além da introdução de um novo sistema híbrido leve de 48V.

Entre as novidades, o visual mais limpo passou a exibir a grade dianteira duplo rim BMW Kidney Grille mais alta e larga. Os faróis adaptativos com luzes diurnas (DRL) de LED assumiram um perfil afilado e, opcionalmente, podem ser Led Matrix e Laserlight.

As lanternas também foram modificadas e possuem um efeito tridimensional. Os para-choques foram renovados e, segundo o fabricante, o comprimento da carroceria mudou minimamente para 4,96 m (3 cm a mais). O coeficiente aerodinâmico (Cx) de baixos 0,27.

Quando equipado com o pacote M Sport Package são adicionados para-choques esportivos, com entradas de ar maiores, difusor de ar traseiro e spoiler sobre a tampa do porta-malas. As mudanças no design são complementadas pelas novíssimas rodas de liga leve e todas as variantes exibem saídas de escape trapezoidais.

Igual ao exterior, a cabine do BMW Série 5 2021 manteve a aparência. No entanto, traz volante redesenhado, botões no console central em preto brilhante e quadro de instrumentos de 12,3″. O multimídia é dotado de tela de 12,3″, com conectividade Android Auto/Apple CarPlay. Este último, possibilidade a conexão sem fio e também receber atualizações “Over The Air”.

Mecanicamente, o ponto alto está na implementação de um sistema híbrido leve de 48V para os Série 5 de seis cilindros. A tecnologia inclui a regeneração de energia dos freios, que transforma a energia cinética em eletricidade para ser armazenada na bateria de 48V.

A energia recuperada é fornecida ao sistema elétrico de 12V para alimentar as luzes, direção, vidros elétricos, ventilação, sistema de áudio e aquecimento dos bancos.

As versões 530e e 530e xDrive combinam motor a gasolina 2.0 com 181 cv de potência complementado por propulsor elétrico de 107 cv, incorporado ao câmbio automático de oito marchas. A potência e torque combinados são de 288 cv e 42,82 kgfm, respectivamente. Ambas variantes aceleram de 0 a 96 km/h em 5,7 segundos.

O BMW 530i e 530i xDrive usam motor de quatro cilindros 2.0 com turbo para oferecer 248 cv e 35,69 kgfm, enquanto o 540i xDrive com tração nas quatro rodas oferece um bloco de seis cilindros 3.0 turbinado, com 340 cv e 45,88 kgfm.

Já o M550i xDrive possui um V8 4.4 TwinPower Turbo de 530 cv e 76,47 kgfm permitindo ir de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos. O M5 virá em um segundo momento e não teve os números de desempenho divulgados.

A gama do Série 5 incluem as configurações 530e Touring (perua), 545e xDrive, 520i, 520i Touring, 530i Touring, 540i Touring, 520d, 520d Touring, 530d, 530d Touring, 540 xDrive e 540d xDrive.

As encomendas abrem os Estados Unidos neste mês e as primeiras entregas estão programadas para julho. Os preços iniciam em US$ 54.200 para o 530i Sedan e vai a US$ 76.800 no M550i xDrive.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar