BMW vai fabricar 5 carros no Brasil

0
73

Em 16 de dezembro, a BMW lançou a pedra fundamental da sua primeira fábrica de automóveis na América do Sul. Instalada na cidade de Araquari, em Santa Catarina, em um terreno de 500 mil m², de acordo com a marca, os investimentos são da ordem de R$ 600 milhões. O início das operações está previsto para outubro deste ano. Ao todo, foram gerados cerca de 1.300 empregos diretos e outros 2.500 indiretos. De lá, sairão nada menos que quatro modelos alemães: os BMW Série 1, Série 3, X1 e X3. A grande surpresa foi a decisão da marca de nacionalizar também o inglês Mini Countryman. A BMW aproveitou a ocasião para mostrar o Série 3 Active Flex, o primeiro bicombustível turbo do mundo. No mesmo momento em que a BMW dá o pontapé inicial na construção de sua fábrica, a Mercedes-Benz revelou a nova geração do sedã médio Classe C. O modelo também será produzido no Brasil, na cidade de Iracemópolis, em São Paulo, a partir de 2016. Entre as novidades, o Mercedes cresceu 10 cm no comprimento (4,67 m) e está 4 cm mais largo (1,80 m). O porta-malas também aumentou e passou para 481 litros. Além de maior, o Classe C perdeu 100 quilos em relação ao modelo antecessor. Lá fora, o carro é oferecido nas versões C 300 4Matic, com motor 2,0 litros turbo de 238 cv, e C 400 4Matic, que traz sob o capô um bloco V6 3.0 turbo de 333 cv. Em ambas, o câmbio é automático de sete marchas com tração integral. As suspensões também são novas. Além disso, o Mercedes ganhou os sistemas de alerta de atenção, de desvio de faixa e de colisão, assistente de frenagem e de direção com câmera de 360 graus, entre outros.