BMW Z5

Um passo adiante no nome, um passo atrás na capota. A próxima geração do roadster da BMW abandonará a capota rígida dobrável e voltará a usar a de lona, de maior valor histórico: usada não só no Z3 e no primeiro Z4, mas também no ancestral Z1 e no supercarro Z8. Uma ponte sagrada com o passado, ajudada pelos avanços da tecnologia: a lona hoje garante isolamento acústico e térmico semelhante ao das capotas rígidas, além de trazer a vantagem da reducão de peso, baixando o centro de gravidade. Fruto de um acordo com a Toyota, o Z5 nascerá da mesma plataforma de tração traseira que dará vida ao novo Supra. Mas os motores serão diferentes: o BMW terá versões TwinPower Turbo 2.0 e 3.0. O lançamento está previsto para fim de 2017 ou início de 2018.

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar