Brinquedo de gente grande (e exigente)

Roberto Assunção

Sir Alec Issigonis, pai do Mini e falecido em 1988, deve estar orgulhoso com a terceira geração do modelo hatch. Construído sobre a plataforma UKL1, que servirá de base para 11 modelos da Mini e 12 da BMW, o carro recebeu um visual atualizado e novos motores turbo com injeção direta de combustível, além de tecnologia Valvetronic (comando de válvulas totalmente variável) e Duplo Vanos (variador de fase das válvulas de admissão e de escape). O Mini hatch também passa a ter sistema start-stop para todas as con gurações. A versão Cooper (avaliada) tem bloco de 3 cilindros, 1.5 e 136 cv, enquanto o Cooper S utiliza um 4 cilindros 2.0 de 192 cv. Segundo a Mini, no segundo semestre deste ano é a vez do One, que chegará com um tricilíndrico 1.2 de 102 cv.


O Mini está mais empolgante. Agora, a partida é feita por um botão vermelho no console central. O tricilíndrico tem funcionamento suave e o turbo trabalha com 0,6 bar de pressão. A “patada” vem desde os giros mais baixos. Para deixar tudo melhor, o Driving Modes permite, pelo seletor na base do câmbio, escolher os modos de condução Green (privilegia o conforto e a economia de combustível), MID (padrão) e Sport. É neste último que tudo fica mais empolgante.

Ele deixa o ronco mais grave, a direção mais sensível e direta, as reações ágeis e a suspensão adaptativa mais rme – pela primeira vez na Mini, um modelo tem o controle dinâmico dos amortecedores. 
O carro entrega muita estabilidade e é grudado no chão. A caixa automática de seis marchas realiza ágeis mudanças e reduções – faltam apenas as borboletas atrás do volante. Controles de estabilidade e de tração, além de controle da trava do diferencial, estão no pacote – no Cooper S, ainda há o Performance Control, que divide o torque eletronicamente. 

A carroceria cresceu 98 mm no comprimento, 44 mm na largura, 7 mm na altura e o entre-eixos espichou em 28 mm. O porta-malas aumentou 51 litros – totalizando 211 litros. Os preços começam em R$ 89.950 (Mini Cooper), podendo chegar a R$ 113.950 (Cooper S com sistema de navegação). É, sim, um brinquedo de gente grande. 

 

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel