Avaliação: Câmbio manual não tira o brilho do Honda Civic Sport

Com transmissão de seis marchas e rádio tradicional, o Honda Civic Sport MT entrega status, conforto e dirigibilidade por menos de R$ 88 mil

23117

Já se falou quase tudo sobre o Honda Civic da décima geração. Não existem mais dúvidas de que se trata de um carro com dinâmica excelente, ergonomia nota 10, segurança, soluções de espaço surpreendentes e um design ousado – aos poucos, sua presença marcante nas ruas e nas estradas vai deixando evidente a caretice visual de seu rival-mor, o Toyota Corolla. Por outro lado, o novo Civic também não é nada barato, então é importante saber como é o dia a dia com sua versão de entrada, a Sport com câmbio manual.

Para pessoas que vivem diariamente em trânsitos engarrafados como os das supermetrópoles Rio de Janeiro e São Paulo, falar em carro de categoria superior com câmbio manual é quase um insulto. Mas o Brasil vai muito além dessas duas cidades. E a transmissão do Civic Sport de R$ 87.900 é de seis marchas, o que melhora o consumo e permite melhor aproveitamento do torque e da potência de seu motor 2.0. Na estrada, a 120 km/h em sexta marcha, o ponteiro do conta-giros marca apenas 2.750 rpm, o que se traduz também em silêncio a bordo.

Se o conforto é garantido, a performance fica um pouco prejudicada nas acelerações e retomadas de velocidade, pois o torque máximo (19,5 kgfm) e a potência máxima (155 cv) estão disponíveis somente a 4.800 e 6.300 rpm, respectivamente. Ao contrário das outras versões do Civic, a versão Sport tem uma central multimídia mais simples. Porém, ao invés de ser um fardo, isso é uma vantagem. A tela tátil e pouco prática dos Civic mais caros dá lugar a um rádio completo, com bluetooth, memória, streaming de áudio e, o melhor, botões de volume e mudança de estações.

Simples e prático, como deveria ser em todos os carros. Alguns pecados, entretanto, são incompreensíveis num carro tão moderno: a entrada USB fica tão mal posicionada (atrás do console central, numa posição difícil de acessar com a mão e quase impossível de enxergar) que deve ter sido colocada ali por um estagiário que descobriu que os engenheiros tinham esquecido dela. Para compensar, mesmo com câmbio manual, o Civic Sport tem um eficiente piloto automático, o que resolve muitos problemas na estrada e também no trânsito das cidades com restrições de velocidade.


Ficha técnica:

Honda Civic Sport 2.0

Preço básico: R$ 87.900
Carro avaliado: R$ 87.900
Motor: 4 cilindros em linha 2.0, 16V, duplo comando variável
Cilindrada: 1997 cm3
Combustível: flex
Potência: 150 cv a 6.300 rpm (g) e 155 cv a 6.300 rpm (e)
Torque: 19,3 kgfm a 4.700 rpm (g) e 19,5 kgfm a 4.800 rpm (e)
Câmbio: manual, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e multilink (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco sólido (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 4,637 m (c), 2,076 m (l), 1,433 m (a)
Entre-eixos: 2,700 m
Pneus: 215/50 R17
Porta-malas: 525 litros
Tanque: 56 litros
Peso: 1.275 kg
0-100 km/h: 10s3* (e)
Velocidade máxima: não divulgada
Consumo cidade: 10,2 km/l (g) e 7,1 km/l (e)
Consumo estrada: 13,4 km/l (g) e 9,2 km/l (e)
Emissão de CO2: 114 g/km
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Grande)

blog comments powered by Disqus