Caminhoneiro se revolta e destrói Ferrari do chefe

Caminhoneiro se revoltou e destruiu a Ferrari do chefe
Caminhoneiro se revoltou e destruiu a Ferrari do chefe

Um caminhoneiro revoltado destruiu a Ferrari GTC4Lusso de seu chefe avaliada em R$ 1,6 milhão. As informações são do site The Drive, especializado na indústria automotiva. O ataque aconteceu em Chicago, após uma discussão entre o caminhoneiro e seu chefe. A polícia da cidade confirmou a ocorrência mas não divulgou detalhes do caso.

De acordo com o The Drive, a briga teria dois motivos: a insatisfação do funcionário com o fato de estar dirigindo um caminhão antigo da empresa, e uma proposta de demissão por parte do chefe que teria ouvido relatos de mau comportamento do motorista. Uma fonte ouvida pelo site e que não se identificou, afirma que o funcionário não teria sidoaprovado em um teste de drogas feito pela empresa.

Polícia para menino de 5 anos que tentava comprar Lamborghini
Polícia apreende Lamborghini e tira sarro na web
Vídeo: Lamborghini de R$ 1,6 mi fica alagada em SP

Esse mesmo funcionário que relatou a briga, disse que a discussão evoluiu ao ponto do motorista perguntar se o carro esportivo pertencia ao chefe. Diante da resposta positiva, o caminhoneiro foi até um dos veículos da empresa e partiu para cima da Ferrari do chefe. A polícia foi acionada e o motorista foi preso.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel