Carro no inverno: veja os cuidados necessários para essa época do ano

É bom ficar atento a vários detalhes do veículo nesse período

0
12
Foto: Pixabay

O inverno começou na última terça-feira (21), mas as baixas temperaturas já estão sendo registradas desde o outono. Mesmo no Brasil, alguns locais registram neve e a sensação térmica pode chegar a -20ºC, caso da Serra Gaúcha.

Em outras cidades a temperatura não chega a ser extrema, mas há quedas de temperatura. Por isso, é bom ficar atento aos cuidados com o carro nesse período.

Veja abaixo algumas dicas da Allianz Assistance, marca especializada em assistência 24h da Allianz Partners:


Manutenção

As baixas temperaturas exigem uma atenção redobrada a alguns itens pouco lembrados na manutenção regular dos veículos, que incluem desde o cuidado com peças, bateria, reservatório de partida a frio, velas e cabos de vela.

O ideal, claro, é que as peças sejam verificadas regularmente, conforme orientações do manual de revisões de cada veículo, contudo, é recomendável uma revisão extra no período de frio intenso.

Pneus

A calibragem dos pneus é ideal que seja feita pelo menos uma vez por semana quando há baixas temperaturas.

Além disso, deve-se sempre observar o desgaste dos pneus. É possível fazer isso olhando o indicador TWI (Tread Wear Indicator), que é um item obrigatório, presente em todos os pneus e que permite de forma visual observar possíveis desgastes.

Foto: Divulgação

Erros mais comuns

No frio é comum que os motoristas mantenham diversos itens do carro ligados ao mesmo tempo, como: limpador de para-brisa, faróis e ar quente. Todos esses itens, exigem muita eficiência da bateria e alternador do veículo, logo é preciso mantê-los em dia.

Vale lembrar que procedimentos como ligar e desligar os veículos, assim como dar partidas longas ou repetitivas, não são aconselháveis.

No geral, todos os veículos precisam de cuidados nesse período, porém, carros movidos somente a etanol ou flex, e que estejam abastecidos com esse tipo de combustível, merecem mais atenção. Até mesmo aqueles movidos a diesel podem sofrer com baixas temperaturas e apresentar dificuldades de partida.

Motor

Em veículos mais novos, nem sempre é necessário esperar até que o motor esquente por completo para iniciar sua rodagem. Porém, é aconselhável que se aguarde pelo menos o tempo necessário para que a rotação do motor baixe um pouco, antes de sair com o veículo.

Já para os que possuem marcador de rotação, o famoso conta-giros, é necessário ficar atento para que marque no máximo mil rotações por minuto. Isso irá estender um tempo precioso na vida útil do veículo. Especificamente para veículos como motores flex, o abastecimento com gasolina durante o período de frio é o mais indicado.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Licenciamento: veja o calendário completo e como pagar em SP
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ CNH: junho é o último mês para grupo renovar a habilitação; veja
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Novo Fusca mescla linhas do passado e itens futuro por R$ 3 milhões
+ Caoa Chery iCar será o elétrico mais barato do Brasil por R$ 139.990
+ Avaliação: Toyota Corolla Cross híbrido põe o consumo acima de tudo; vale a pena?
+ Carro Usado: Toyota Prius é híbrido de R$ 60 mil que faz até 30 km/l na cidade sem precisar de tomada
+ Teste Rápido: Renault Kwid elétrico, o mais barato do Brasil, é ágil e não precisa de carregador especial
+ Avaliação: Chevrolet Cruze Midnight é sedã para esbanjar estilo