Carro Usado: Fiat Argo tem mais qualidades do que defeitos

O Fiat Argo Precision 1.8 transmite uma dirigibilidade bastante acertada e, na versão 2020, é uma boa alternativa de hatch seminovo por menos de R$ 70.000

Fiat Argo usado

O Fiat Argo tem como principais atrativos visual, espaço interno e conectividade, e é oferecido tanto com motor tricilíndrico 1.0 quanto com os de quatro cilindros, de 1,3 ou 1,8 litro. Este último é oferecido nas versões HGT, Trekking e Precision,com bom desempenho e manutenção descomplicada. Segundo a Fipe, os preços de um Fiat Argo usado ano/modelo 2020 custa R$ 67.544 (automático).

“O projeto é interessante, e ganhou melhorias ao longo dos anos. Uma delas foi na bomba de circulação do líquido de arrefecimento, que antes tinha uma deficiência de funcionamento”, diz Edson Roberto de Ávila, dono da Mingau Automobilística. Ainda de acordo com o profissional, é preciso atenção na troca das velas, pois alguns mecânicos “estão substituindo esse componente pelo do motor E.torQ anterior. Isso aumenta a largura e o tempo da centelha da ignição e, consequentemente, força a bobina”, explica.

+Teste especial: VW Golf GTI 2022 e sua fórmula mágica
+Avaliação: Volvo XC40 vira SUV elétrico com bom custo-benefício e pegada de esportivo
+Comparativo de SUVs: Jeep Compass vs. VW Taos e Toyota Corolla Cross
+Avaliação: Ao volante da nova geração do Audi A3 Sportback
+MOTOR SHOW 441: Audi RS e-tron GT, Ford Mustang Mach 1, VW Golf GTI, Volvo XC40 elétrico e muito mais

A versão Precision do Fiat Argo usado traz start-stop, sistema que desliga o propulsor durante breves paradas. Ele requer uma bateria específica, cujo valor do mercado para reposição é de R$ 717, ante os R$ 412 da convencional do Argo 1.0. “O start-stop me deixou na mão: o carro ‘apagou’ e não voltou a funcionar. Agora deixo desligado”, comenta Antonio de Figueiredo, dono de um Fiat Argo Precision automático.

Atualmente, a mecânica 1.8 16V equipa as versões HGT e Trekking, com 139 cv e 19,3 kgfm quando abastecido com etanol. “Tive um Fiat Punto Essence e gostava muito do carro, mas o Argo entrega mais força nas baixas rotações e uma dose extra de fôlego nos giros mais altos”, diz Tiago Virginio dos Santos, outro proprietário.Fiat Argo usado

O câmbio automático de seis marchas da Aisin garante conforto e, segundo Mingau, não apresenta problemas crônicos. Mas o profissional sugere a troca do fluído a cada 50 mil km no caso de uso severo, como quem encara congestionamentos diários, por exemplo”, alerta ele. Já para Santos, que tem o Precision manual, o pedal da embreagem agrada pela leveza e pelos engates macios, “embora o curso da alavanca seja longo e às vezes, quando se troca rápido, o engate da segunda não seja preciso”, relata.

As fotos são da versão manual, com um câmbio que casa com a proposta mais esportiva do 1.8. A lista de equipamentos é generosa

Um dos pontos altos são as suspensões, com calibração diferente da versão HGT. “O conjunto não costuma dar problema”, diz Ávila. Para Figueiredo, a Fiat acertou em cheio por o Argo ser confortável e ter boa dinâmica. Outra qualidade está no espaço interno. “Ele surpreende pelo tamanho e a posição de dirigir é alta”, comenta Santos. “Tenho 1,83 m e me acomodo bem. E o porta-malas ainda tem boa capacidade, com 300 litros”, diz Figueiredo.

Para quem busca um hatch seminovo que seja bom de guiar e fácil e batrato de manter, este Fiat Argo usado Precision 2020 pode ser uma opção bastante interessante.Fiat Argo usado

Pelo mesmo preço

Volkswagen Polo 1.6 MSI 2018
Feito sobre a plataforma MQB, o Volks tem 4,057 m de comprimento e 2,565 de entre-eixos. O motor 1.6 casado a caixa automática de seis velocidades produz 117 cv e 162 Nm com etanol. O porta-malas tem os mesmos 300 litros do Fiat Argo.

Chevrolet Onix LTZ 1.4 2017
Possui uma lista de série semelhante e, entre os itens, há monitoramento da pressão dos pneus, luzes de neblina, sensor de ré e o serviço de concierge OnStar. Seu motor 1.4 associado a um câmbio automático de seis marchas produz até 106 cv e 136 Nm (com etanol).

Mini Cooper S 1.6 AT 2011
É uma opção para quem quer desfilar por aí esbanjando muito estilo. O motor 1.6 turbo garante boas reações, com 175 cv e 240 Nm, e as suspensões são exemplares. Contudo, manutenção e peças possuem valores mais salgados.

Fiat Argo Precision 1.8 AT 2020

Motor: quatro cilindros em linha 1.8, 16V, start-stop
Cilindrada: 1747 cm3
Combustível: flex
Potência: 135 cv a 5.750 rpm (g) e 139 cv a 5.750 rpm (e)
Torque: 185 Nm a 3.750 rpm (g) e 189 Nm a 3.750 rpm (e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção: elétrica
Suspensões: MacPherson (d)e eixo de torção (t)
Freios: disco ventilado (d) e tambor (t)
Tração: dianteira
Dimensões: 3,998 m (c), 1,724 m (l), 1,507 m (a)
Entre-eixos: 2,521 m
Pneus: 195/55 R16
Porta-malas: 300 litros
Tanque: 48 litros
Peso: 1.624 kg
0-100 km/h: 11s4 (g) e 10s4 (e)
Vel. máxima: 189 km/h (g e 191 km/h (e)
Consumo cidade: 10,1 km/l (g) e 7,1 km/l (e)
Consumo estrada: 13,3 km/l (g) e 9,5 km/l
Nota do Inmetro: B
Classificação na categoria: A (Compacto)

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Nova lei entra em vigor e tem alterações para motoristas de transportes
+ IPVA zero para motos até 150 cc é aprovado em Comissão
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ FlixBus promete viagens de ônibus no Brasil a partir de R$ 19,90
+ App 99 oferece aluguel do kit de conversão de gás (GNV) para motoristas; veja como se inscrever
+ Kia lança o SUV híbrido Stonic no Brasil e promete mais 3 modelos
+ Mini traz ao Brasil série limitada em homenagem a John Cooper
+ Eletricz lança bike elétrica no Brasil com até 160 km de autonomia
+ Honda apresenta nova scooter aventureira em Milão; Hornet confirmada
+ Corvette de Velozes e Furiosos 5 será leiloado