Chevrolet Cruze

0
270
Roberto Assunção

Depois de três anos no mercado, o Chevrolet Cruze mudou seu visual e ainda recebeu uma injeção de ânimo na mecânica. As novidades estão nos modelos sedã e hatch Sport6. Ainda não será desta vez que teremos a segunda geração deste carro da GM, mostrada no Salão de Pequim deste ano. Por aqui, a linha 2015 da família Cruze estreia uma dianteira com para-choque redesenhado e luzes de direção diurnas, nas versões LT e LTZ. Já a traseira do sedã e do hatch segue inalterada. Em contrapartida, o time de design providenciou três novas rodas de aro 17 e duas tonalidades inéditas: o branco vintage e o cinza aztec – a vermelho-pepper é exclusiva do hatch.

O interior do Cruze melhorou na qualidade dos materiais e dos acabamentos. Desde a versão LT, o carro traz de série controles de tração e de estabilidade, duplo airbag dianteiro e lateral, ar-condicionado eletrônico e direção elétrica progressiva. A conveniência das versões LTZ foi melhorada, e agora elas contam com vidros elétricos que sobem automaticamente ao travar as portas pelo controle remoto da chave, além do acionamento remoto do motor a distância.


Ao volante, o Cruze ganhou fôlego e o mérito é da nova geração do câmbio automático GF6² de seis marchas. Os destaques estão na suavidade das mudanças e na progressividade com que os 144 cv de potência, utilizando etanol, são entregues. Além disso, segundo o fabricante, houve uma diminuição no tempo das mudanças de marchas: 0,5 segundo nas trocas à frente e 0,7 segundo nas reduções. Esse novo câmbio permite reduzir até três marchas seguidamente ao pisar fundo no acelerador. Já as versões manuais ganharam o indicador de troca de marchas. Embora não seja uma nova geração, o Cruze dispara um novo olhar contra os concorrentes. Conseguirá incomodar os líderes? 

 

SHARE
Artigo anteriorNissan New Versa
Próximo artigoJaguar XE