Cinco curiosidades sobre o Fiat Palio

Hatch compacto deixou o mercado brasileiro após quase 22 anos de produção

16924

Depois de quase 22 anos de mercado, o Fiat Palio já não aparece mais na relação de veículos de passeio do site da marca. O seu lugar no mercado passa a ser ocupado pelo Uno (versões de entrada) e pelo Argo (versões de topo). Confira abaixo algumas curiosidades do finado hatch.

1Filho do Uno… europeu

Fiat Palio 1996 (Foto: Divulgação)

Projetado como um carro mundial para mercados emergentes, o modelo teve como base em seu desenvolvimento a plataforma do Fiat Uno europeu, que por sua vez era diferente da base empregada no carro brasileiro (montado sobre o Fiat 147).

2Cidadão do mundo

Fiat Palio na China (Foto: Reprodução/Ran When Parked)

Além do Brasil, onde era feito na fábrica de Betim (MG), o Palio foi produzido ou montado em outros nove países (Argentina, Turquia, Polônia, China, Índia, Marrocos, África do Sul, Venezuela e Rússia).

3Gerações

Fiat Palio Fire 2016 (Foto: Divulgação)

Ao longo dessas mais de duas décadas, o hatch compacto teve quatro reestilizações e duas gerações, porém mantendo a mesma base e o conjunto mecânico.

4Motor GM

Fiat Palio 1.8R (Foto: Divulgação)

Em meados dos anos 2000, a versão esportivada do Palio (1.8R) foi equipada com o mesmo motor 1.8 utilizado no Chevrolet Corsa de segunda geração (Brasil). O compartilhamento foi resultado de uma parceria entre as duas fábricas para a produção de motores e desenvolvimento de novos veículos.

5Pioneiro

Fiat Palio 1.6 16v 1996 (Foto: Divulgação)

O Fiat Palio foi o primeiro hatch compacto 1.0 feito no Brasil a contar com airbags e freios ABS. Os dois equipamentos eram oferecidos como opcionais.

blog comments powered by Disqus