Clássicos de arrancada

Apesar de ser um game de corrida, o grande destaque do CSR Classics não está nas corridas em si. Isso porque há apenas provas de arrancada, nas quais a tarefa do jogador se restringe a  acelerar e trocar marchas com a máxima eficiência. Sem circuitos com traçados variados – e sem curvas no caminho –, a jogabilidade fica bastante restrita. O mais divertido do jogo acaba sendo curtir a frota de carros disponível, que conta com modelos clássicos inesquecíveis como Mercedes-Benz 300 SL Gullwing, Ford Gran Torino, Jaguar E-Type, Mini Cooper e Chevy Camaro (esses dois últimos nas versões originais, claro). Curtir a frota, no caso, é comprar, vender, incrementar e restaurar as raridades. Isso porque os modelos são divididos em “amados” e “não amados”. Você começa o game com $ 25.000, o suficiente para comprar um Mini Cooper caindo aos pedaços (um “não amado”). Ganhando as provas de arrancada, você vai acumulando dinheiro para investir em restauração e melhorias mecânicas e visuais. Nesse ponto, os gráficos de alta qualidade contribuem bastante para a experiência agradável. O game, disponível para os sistemas Android e iOS, ocupa cerca de 420 MB de memória do smartphone ou tablet. Apesar de ser gratuito, pode sair caro, dependendo de sua paciência e persistência. Caso você tenha dificuldade para evoluir no jogo, tudo pode ser facilitado com dinheiro de verdade – usando a própria interface do game, é possível comprar mais dinheiro virtual para pular algumas etapas e conseguir restaurar ou envenenar seus carros mais rapidamente.

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga


COMPARTILHAR
Notícia anteriorVelozes e hi-tech
Próxima notíciaBMW M235i chega ao Brasil