Com 649 cv, CTS-V é o Cadillac mais potente da história

E a onda dos sedãs esportivos em Detroit não terminou com o japonês Lexus GS F. A anfitriã Cadillac lançou oficialmente na mostra a nova geração do CTS-V. Considerado pela fábrica como o Cadillac mais potente de todos os tempos, o modelo chega ao mercado americano no segundo semestre e terá como principais concorrentes os alemães BMW M5 e Mercedes-Benz E63 AMG.

+ O Cadillac Seville feito no Irã
+ Cadillac personalizado despeja mais de 1.000 cv de potência
+ Auto Show Collection recebe Stock Car e clássicos da Chevrolet

A carroceria ganhou um desenho mais agressivo, com direito a faróis com desenho alongado a grandes entradas de ar no para-choque dianteiro e no capô de fibra de carbono. Saias laterais, aerofólio, rodas de alumínio forjado de 19 polegadas e os freios com pinças Brembo completam o estilo.

Mas para provar que o novo carro não está para brincadeiras, a Cadillac colocou sob o capô um novo e monstruoso V8 6.2, que equipado com um compressor mecânico é capaz de desenvolver 649 cv. Um ganho de 86 cv em relação à geração passada. Outra novidade é a transmissão automática de oito marchas.

Para melhorar a dirigibilidade do modelo, a fabricante americana investiu no projeto de uma carroceria com estrutura 25% mais rígida que no CTS-V anterior. Outra mudança foi no sistema de suspensão, que ganhou uma nova geração de amortecedores adaptativos — que permitem alterar a rigidez da suspensão — com tempo de resposta 40% mais rápido.

Apesar do perfil esportivo, no fundo o novo sedã ainda é um carro de luxo, com sistema de estacionamento automático e até um sistema de telemetria que grava vídeos em alta resolução, permitindo ao proprietário compartilhar as informações em redes sociais.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar