Comediante americano é acusado de vender Porsche “falso”

Jerry Seinfeld é acusado de ter vendido um Porsche 356 normal como um exemplar da rara versão GS/GT Carrera Speedster

Porsche 356 que pertenceu a Jerry Seinfeld (Reprodução/Gooding & Company)

O comediante americano Jerry Seinfeld, que ficou famoso no Brasil com a sitcom Seinfeld e é conhecido pela sua paixão por carros antigos, está sendo processado nos Estados Unidos por ter vendido um Porsche “falso”, apontou com exclusividade o site americano TMZ.

De acordo com o site, em março de 2016, a empresa americana Fica Frio Limited pagou US$ 1,54 milhão em um Porsche 356 A 1500 GS/GT Carrera Speedster de 1958, versão do esportivo alemão que teve menos de 90 unidades produzidas, que até então pertencia ao comediante.

Fechado o negócio, a Fica Frio começou a desconfiar da autenticidade do Porsche, que embora fosse um 356, poderia ter sido transformado para a versão rara. Após uma análise de um especialista nos carros da marca alemã, o comprador descobriu que o exemplar em questão era realmente uma réplica dos GS/GT Carrera Speedster.

Ainda de acordo com o processo, a Fica Frio entrou em contato com Jerry Seinfeld em junho passado, que teria concordado em devolver o valor pago pelo Porsche. Mas sem receber o dinheiro de volta, a empresa decidiu abrir o processo.

O advogado de Seinfeld, Orin Snyder, respondeu que o seu cliente pediu por diversas vezes as provas de que o 356 era realmente uma falsificação. Mas não obteve resposta da Fica Frio, que, “de má fé”, decidiu levar o caso para a Justiça.