Como um Ford dos anos 1930 se tornou o 1º “SUV sedã” da história

Conheça a história do GAZ-61-73, o "SUV sedã" que serviu aos generais soviéticos na Segunda Guerra

8990
Reprodução/Internet

Embora já tenhamos visto praticamente de tudo em meio a essa febre dos SUVs, os sedãs com suspensão elevada ainda são considerados um tanto exóticos (leia mais aqui). Mas o conceito não é uma novidade. O russo GAZ-61-73, de 1941, pode ser considerado o primeiro “SUV sedã” da história do automóvel. Conheça mais sobre a curiosa história desse modelo, que contou com a contribuição decisiva da Ford para o seu desenvolvimento.

Para contar a história do GAZ-61, é preciso voltar ao ano de 1929, quando o governo da União Soviética e a Ford assinaram um acordo de cooperação tecnológica. Na fabrica criada para a parceria, nomeada GAZ, começaram a ser produzidos em 1932 os GAZ-A (o Ford Modelo A produzido sob licença).

Em 1936, para substituir o GAZ-A, a marca lançou o GAZ-M1, que era uma combinação do motor do Modelo A (aperfeiçoado para desenvolver 50 cv) e da carroceria do Ford Modelo 40 Fordor Sedan às inovações soviéticas, como a suspensão reforçada e as rodas de aço estampado. Além dos desenhos técnicos do novo automóvel da Ford, a GAZ também recebeu dos americanos a tecnologia para a manufatura de carrocerias de metal, novidade que permitia a produção de cabines mais baratas e mais resistente às variações de temperatura.

Com essa ajuda tecnológica dos Estados Unidos, os engenheiros soviéticos começaram a criar outros veículos. E um deles foi o GAZ-61. Partindo da plataforma do Ford, os engenheiros soviéticos criaram do zero um sistema de tração 4×4, que foi combinado a um novo motor 3.5 de seis cilindros em linha e 76 cv (derivado de um projeto da Chrysler) e o câmbio de quatro marchas vindo do caminhão Ford AA.

O SUV pioneiro atingia os 105 km/h de velocidade máxima e tinha um ângulo de ataque de 38 graus, além de ser capaz de atravessar trechos alagados com até 72 cm de profundidade. Inicialmente oferecido apenas com uma carroceria conversível de quatro portas, o modelo GAZ-61-73, lançado em 1941, passou a trazer a carroceria fechada do M1, que era bem mais adequada ao clima local.

Com a entrada da União Soviética na Segunda Guerra Mundial, em 1941, os GAZ-61 foram empregados principalmente como viaturas de comando pelos generais do Exército Vermelho. No total, foram produzidas cerca de 200 unidades do modelo.