COMPRA DO ANO: Picape monobloco

1º lugar: Fiat Toro Turbodiesel

26_ms406_compra_picape_monobloco126_ms406_compra_picape_monobloco2

0_ms406_seloLançada há pouco mais de um ano, a primeira picape média com estrutura monobloco da Fiat logo se tornou um sucesso, fechando 2016 com 41.283 vendas, o que fez dela a vice-líder, atrás apenas de sua “irmã menor” Strada. Na gama da Toro, a configuração que mais chama a atenção é a que conta com o motor turbodiesel com injeção direta, capaz de entregar 170 cv e 35,7 kgfm. O moderno projeto, criado pela FCA, resultou em um veículo agradável de ser conduzido, ao contrário dos antigos modelos dotados de carroceria sobre chassi. Não é à toa que muitos consideram o rodar da Toro muito mais próximo de um automóvel de passeio do que de uma picape. O custo reduzido das revisões (R$ 696) é um aspecto importante, principalmente em um modelo que pode ser usado para o trabalho.

 

2º lugar: Fiat Toro 2.4

26_ms406_compra_picape_monobloco326_ms406_compra_picape_monobloco4

A Toro 2.4 garantiu a dobradinha da Fiat. Além dos atributos verificados na versão a diesel, a Toro 2.4 se destaca pela potência (196 cv). Isso resultou na relação peso/potência de apenas 9,2 kg/cv e também numa dirigibilidade admirável para um utilitário. Apesar de ter as revisões mais caras do que a Toro 2.0 Diesel e a Renault Duster Oroch 2.0, a Toro 2.4 Flex é uma das melhores compras do momento.

 

3º lugar: Renault Duster Oroch 2.0

26_ms406_compra_picape_monobloco526_ms406_compra_picape_monobloco6

0_ms406_selo2Lançada ainda em 2015, a Oroch inaugurou o segmento das picapes médias com estrutura monobloco. Baseado no SUV Duster, como o nome deixa claro, o modelo – na configuração com motor 2.0 16V – destaca-se pela atualidade de seu projeto, pelo custo competitivo de suas revisões e, principalmente, pelo baixo índice de desvalorização. O pacote de equipamentos é superior à média na categoria.

26_ms406_compra_picape_monobloco7

CONFIRA AQUI O RESULTADO EM OUTRAS CATEGORIAS