Comprar carro zero ou usado? Pesquisa responde

Preço do carro usado estabilizou, mas vale a pena comprar um zero km?
Preço do carro usado estabilizou, mas vale a pena comprar um zero km?

Depois de detectar a maior variação de preços de carros usados em um ano no mês passado, os preços se estabilizaram em janeiro de 2021, mas vale a pena comprar um usado ou carro usado ou zero km? Essa é a pergunta que a 10ª edição do Monitor de Variação de Preços da KBB Brasil ajuda a responder. O levantamento não avalia diretamente se vale a pena comprar carro usado ou zero km, mas os dados apresentados no estudo mostram uma estabilização na média de preços praticados entre usado no primeiro mês de 2021.

Pensando se vale a pena comprar carro zero km ou investir em um usado ou seminovo, de acordo com o estudo, apenas essa última categoria teve fôlego: o preó do seminovo mostrou tendência de alta superior a 1% em janeiro. Se a decisão final mostrar que vale a pena comprar um carro zero e não um usado, então não deixe de conferir a edição especial da MOTOR SHOW com a Compra do Ano 2021. O guia completo mostra qual a melhor opção de compra entre as mais variadas categorias e carrocerias.

Janeiro é historicamente um mês menos aquecido nas vendas de carros novos e usados. Isto pode ser corroborado pelos dados da Fenabrave (associação das concessionárias) que apontou queda de -32,81% nos licenciamentos no período (comparado com o mesmo mês do ano passado), e pela Fenauto (federação dos revendedores), cujo resultado de vendas de usados em janeiro foi -27,2% menor que do primeiro mês de 2020.

Variação média de preços de veículos 0 km em janeiro de 2021 
Ano modelo  Variação dezembro 2020  Variação janeiro 2021  Média 2020 
Média 0,51% 0,66% 0,52%
2021 0,60% 1,08% 0,51%
2020 0,51% 0,38% 0,82%
2019 0,70% 0,52% 0,44%

Neste contexto, os preços dos veículos 0 km mostraram estabilização ao praticamente “andarem de lado”, com variação de 0,66% no mês. Dentro deste grupo, o ano modelo 2021 foi o que mais despontou da média, com variação 1,08%, como mostra o gráfico acima.

Variação média de preços de veículos seminovos (até 3 anos de uso) em janeiro de 2021 
Ano modelo  Variação dezembro 2020  Variação janeiro 2021  Média 2020 
Média 2,55% 1,17% 0,42%
2021 2,00% 0,89% 0,77%
2020 3,28% 0,87% 0,77%
2019 2,78% 1,82% 0,21%
2018 2,38% 1,11% 0,21%

Já entre os seminovos (com até três anos de idade), a variação média de 1,17% apontada no MVP teve como maior responsável pela alta o ano modelo 2019, cuja variação foi de 1,82%. Sobre os usados mais velhos (entre 4 e 10 anos de uso), o salto de 3,81% visto em dezembro perdeu força em janeiro, uma vez que, em média, os preços deste grupo variaram -0,26%, o que também caracteriza estabilização, tal qual no caso dos novos. Ao colocar uma lupa nestes números, vemos que o ano modelo 2013 foi o maior responsável por esta média negativa, uma vez que a variação foi de 1,34% em janeiro.

Variação média de preços de veículos usados (de 4 a 10 anos de uso) em janeiro de 2021 
Ano modelo  Variação dezembro 2020  Variação novembro 2020  Média 2020 
Média 3,81% -0,26% 0,16%
2017 2,20% 0,64% 0,05%
2016 2,36% 0,39% 0,14%
2015 2,39% -0,32% 0,13%
2014 2,13% 0,11% 0,02%
2013 4,85% -1,34% 0,21%
2012 6,31% -0,77% 0,32%
2011 5,11% -0,71% 0,23%

Interessante notar que a tendência generalizada de aumento de preços que vimos ao longo de 2020 subverteu a média anual de variação de preços de carros do mercado. Em condições normais, o comportamento dos preços tende a resultar numa média de preços com tendência de recuo no ano, conforme ocorreu em 2019 quando a variação média dos carros 0 km foi de -0,27%, dos seminovos, -0,79%, e dos usados, -0,75%. Contudo, em 2020, estas médias ficaram em 0,52%, 0,42% e 0,16%, respectivamente.

Variação média de preços de veículos em 2020 
Idade  Média 2019  Média 2020 
0 km -0,27% 0,52%
Seminovos (até 3 anos) -0,79% 0,42%
Usados (de 4 a 10 anos) -0,75% 0,16%

Foram analisadas 28.231 versões para elaborar esta edição do MVP de janeiro de 2021.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel