Conceito da Renault a hidrogênio é 70% feito de materiais reciclados

Os revestimentos foram produzidos com carbono reciclado proveniente da indústria aeronáutica

0
12
Foto: Divulgação

A Renault revelou o carro-conceito Scénic Vision. O modelo tem como destaque o chamado ecodesign e representa uma mobilidade mais sustentável, segura e inclusiva, segundo a marca.

“Nós o chamamos de Scénic Vision. Scénic, que remete ao nosso icônico “carro para viver”, e Vision porque ele corresponde às novas expectativas das pessoas”, declarou Luca de Meo, CEO do Renault Group e da marca Renault, em nota divulgada.

O automóvel tem 4.490 mm de comprimento, 1.900 mm de largura, 1.590 mm de altura e entre-eixos de 2.835 mm. O peso? 1.700 quilos.


Ecodesign

O exterior tem como objetivo o “estilo de um novo modelo para a família”, que será comercializado em 2024, enquanto o design interno é um estudo prospectivo sobre as futuras cabines dos veículos da Renault.

O veiculo é montado com 70% de materiais reciclados e mais de 95% do veículo é reciclável, incluindo a bateria. Em todo o Scénic Vision, 30% dos plásticos utilizados são de fontes renováveis (bioplásticos).

O assoalho foi produzido por meio da aglomeração de resíduos plásticos provenientes de outras origens (garrafas de leite, tubos de plástico, etc.). Em vez de couro, foi utilizado o poliéster 100% reciclado com baixo teor de carbono.

Os revestimentos foram feitos com carbono reciclado proveniente da indústria aeronáutica.

Os pneus são fornecidos por um fabricante membro da Plataforma Global para a Borracha Natural Sustentável (GNSPR) e o tanque da célula de combustível é produzido com fibra de carbono proveniente de resíduos de papel reciclado.

Elétrico e a hidrogênio

O conceito tem a tecnologia H2-Tech da Renault, um veículo híbrido, ao mesmo tempo elétrico e a hidrogênio, equipado com uma célula de combustível de 16 kW.

O sistema H2-Tech é baseado na tecnologia do “extensor de autonomia”, que permite embarcar uma bateria duas vezes mais leve para uma mesma autonomia.

“A partir de 2030, quando a rede de postos de hidrogênio for suficientemente densa, será possível percorrer até 800 km – ou, por exemplo, 750 km de Paris até Marselha – sem precisar parar para recarregar a bateria. Uma parada de apenas 5 minutos será suficiente para encher o tanque de hidrogênio”, exemplifica a Renault.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Preço da gasolina aumenta em maio e bate novo recorde, diz ANP
+ Caminhoneiro desabafa: ‘vai parar’, ‘quase R$ 6 mil para encher o tanque’
+ Voltz lança triciclo elétrico voltado a entregas; conheça o Miles
+ Shineray prepara bike elétrica para concorrer com a Mobylette
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Revelado: BMW Série 3 ganha novo visual e tela curva no interior
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Fiscalização com radar móvel nas rodovias cai pela metade
+ Exposição de Maverick ocorre na Mooca, em São Paulo
+ VW Gol 42 anos: veja a história e quantos estão circulando em SP