Confira 5 dicas para prolongar a durabilidade da bateria da moto

Confira alguns cuidados diários e na manutenção que contribuem para a boa saúde do sistema elétrico da sua moto

0
3948
Confira 5 dicas para prolongar a durabilidade da bateria da moto
Confira 5 dicas para prolongar a durabilidade da bateria da moto

As motos modernas possuem partida elétrica, um sistema de iluminação elaborado, ignição eletrônica e injeção de combustível, além de vários acessórios elétricos e eletrônicos para auxiliar na pilotagem.

+ Veja a lista das 10 motos mais vendidas em junho
+ BMW CE 04 é um scooter elétrico com preço de F 850 GS
+ Honda CBX 750F ‘7 Galo’ será oferecida em leilão no próximo dia 21
+ Honda CG 160 2022 estreia com novidades em todas as versões


A bateria então deve ser capaz de ligar o motor e alimentar todos os acessórios, quando o gerador do motor da moto não consegue repor a energia retirada. Além de ajudar a proteger os delicados componentes eletrônicos de picos no sistema, sendo o filtro de todo o sistema elétrico.

Mesmo para modelos que dão partida no pedal, a bateria serve para ajudar na centelha, na cama de explosão necessária para colocar o motor em funcionamento e, ainda, acender os faróis e lanternas e mantê-los ligados. Confira a seguir algumas dicas da fabricante de baterias Heliar para prolongar a durabilidade da bateria.

Inspeção visual

O primeiro passo para preparar a bateria para o inverno é inspecionar os cabos e fixadores da bateria. Se necessário, limpe os terminais com uma escova dura ou spray limpador de bateria.

Aplique graxa dielétrica ou spray anticorrosivo nos pinos e conectores do terminal para evitar corrosão. Certifique-se de que os cabos e seus invólucros estão em boas condições e os conectores estão presos firmemente à bateria.

Água destilada

Se a bateria não for uma unidade selada, verifique os níveis de eletrólito, usando água destilada para completar as células que apresentem nível abaixo do indicado na caixa da bateria. Tenha cuidado para não sobrecarregar o invólucro.

Verifique a carga

Com a chave da moto na posição desligada, conecte um multímetro. Se o estado de carga for superior a 12,73 V, a bateria está em ótimo estado. Abaixo de 12,30 V, significa necessidade de recarga.

Se, após recarga, a tensão da bateria permanecer abaixo desse número, a recomendação é que esta passe por um teste de descarga para atestar sua funcionalidade com CCA (Cold Cranking Amper). Se a tensão, ao final do teste de 15 segundos, ficar abaixo de 9.60 V é preciso substituí-la.

Solução de problemas

Apenas substituir ou recarregar a bateria quando apresenta falhas pode não resolver o problema. Nesse caso, é necessário avaliar se há algum defeito na moto, identificando o motivo que fez a bateria perder a carga. Há casos, em que um equipamento como alarme ou mesmo um curto-circuito pode estar roubando carga.

Avalie se outros componentes, como estator ou retificador de corrente estão funcionando bem e enviando a carga correta para a bateria. Caso contrário, mesmo uma bateria nova poderá apresentar problemas novamente em breve.

Acessórios

A bateria original da moto dura, em média, entre três ou quatro anos, mas tudo depende de como a motocicleta é utilizada. A instalação de acessórios também pode reduzir a durabilidade e a carga da bateria.

Antes de instalar, é bom consultar o manual do proprietário ou um eletricista mecânico para se certificar que a bateria da sua moto tem capacidade para receber tais acessórios.

Mais na Motor Show

+ Veja como é feita a medição de capacidade do porta-malas
+ Conheça o Ford que foi o 1º carro de passeio fabricado pela Hyundai
+ Volkswagen Golf GTI 2002 com 12 km rodados vai a leilão
+ Veja 5 carros fora de linha recordistas em economia
+ Leilão da Ford tem pneus, reboques e equipamentos industriais
+ Carro por assinatura da Fiat e Jeep, Flua! chega a 16 estados brasileiros