Conheça as novas versões do Chevrolet Tracker 1.0 Turbo

O Chevrolet Tracker 1.0 Turbo vai ganhar novas versões a partir de outubro
O Chevrolet Tracker 1.0 Turbo vai ganhar novas versões a partir de outubro

O Chevrolet Tracker 1.0 Turbo também será comercializado em novas versões de acabamento LTZ e Premier, mais sofisticadas, além da versão de entrada e da LT já existentes. As informações foram divulgadas hoje pela GM em comunicado à imprensa. As novas versões passam a ser comercializadas a partir de outubro.

Tracker, EcoSport, Renegade: qual SUV tem o melhor preço
Comparativo: Volkswagen T-Cross x Chevrolet Tracker
Avaliação: no uso diário, Tracker agrada com mistura de Renegade e T-Cross

Com estas duas novas versões de acabamento, LTZ e Premier, o Chevrolet Tracker 1.0 Turbo passa a oferecer itens até então exclusivos do modelo 1.2 Turbo, como sensor de ponto cego, alerta de colisão com assistente autônomo de frenagem, assistente de estacionamento, rodas de 17 polegadas, ar-condicionado digital e acabamento interno premium.

Veja fotos do Chevrolet Tracker e suas novas versões

Multimídia MyLink com Wi-Fi e câmera de ré, sistema de telemática OnStar com serviços conectados de segurança e proteção, além do aplicativo myChevrolet app para comandar funções do veículo à distância eram algumas das tecnologias já disponíveis para o modelo.

Mudança também na versão 1.2 Turbo

Outra  novidade da linha é que o modelo 1.2 Turbo passa a ser oferecido exclusivamente na versão topo de linha Premier, onde está concentrada quase a totalidade das vendas do SUV da Chevrolet com esta motorização.

Além do motor mais potente, o teto solar panorâmico é outra exclusividade do Tracker 1.2 Turbo Premier. Com estas alterações, a gama de versões do produto fica mais otimizada e escalonada:

  • 1.0 Turbo MT/AT
  • 1.0 Turbo LT
  • 1.0 Turbo LTZ
  • 1.0 Turbo Premier
  • 1.2 Turbo Premier

 

 

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar