Conheça o safety car da temporada 2015 da F1

A uma semana da abertura da temporada 2015 da Fórmula 1, a Mercedes-AMG apresentou o novo carro de segurança das provas da categoria. A partir deste ano, sai o SLS AMG e entra o novo GT, na versão mais potente S.


Em relação ao modelo de rua, o modelo ganhou uma gaiola no interior, aerofólio traseiro fixo, novo sistema de escapamento (menos restritivo e com um nível de ruído maior que no original), além de rodas especiais forjadas de 19 e 20 polegadas (na dianteira e na traseira, respectivamente).

No interior, o superesportivo recebeu ainda equipamentos como um GPS de alta resolução e sistema de telemetria, além do tradicional sistema de alerta no teto com luzes de LED. Assentos esportivos com cintos de segurança de seis pontos completam o pacote.

Sob o capô, o GT S safety car conserva o mesmo V8 4.0 biturbo de 510 cv do modelo normal, assim como a tração traseira e o câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem, combinação que permite ao modelo acelerar de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos e atingir a velocidade máxima de 311 km/h.

Ao volante do carro de segurança estará o alemão Bernd Mayländer, ex-piloto do DTM (Campeonato Alemão de Turismo) e responsável pelo safety car desde 2000. A primeira corrida da temporada 2015 da F1 será o GP da Austrália, no circuito de rua de Albert Park, na cidade de Melbourne.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel