Contato

A Honda acertou em cheio com a decisão de lançar o sedã do Fit aqui no Brasil. Se ele for resistente, confiável e muito econômico, como o hatch, tem tudo para se transformar em mais um líder de mercado. Parabéns à equipe da MOTOR SHOW pela matéria exclusiva, que me surpreendeu muito.


@ Diego Faro

Qual Celta?

Gostaria de saber qual a diferença entre os modelos Life, Spirit e Super do GM Celta. E também o porquê de não haver versão 1.4 do modelo novo, e qual delas é a melhor opção?

@ Thiago Fernandes Martins

A diferença entre os modelos do Celta está em seu acabamento e itens de série, e como este carro é o modelo de entrada da GM, é fabricado apenas com motor 1.0. Já o melhor modelo vai depender da sua necessidade e de quanto está disposto a gastar.

Santana chinês

Na edição 302, adorei a reportagem sobre o Santana chinês. Quero saber se há alguma possibilidade de vir para o Brasil algum substituto do Santana. E há alguma informação sobre a nova Saveiro e o resto da família Gol?

@ Evaldo R. Barbosa

Por enquanto, não há nenhum substituto para o Santana. Nesta edição, você confere o lançamento do novo Gol. Já para o resto da família, não temos previsão exata de lançamento, mas o sedã deve ser exibido no Salão de São Paulo deste ano e a picape só no começo do ano que vem.

Previsão de Salões

Gostaria de saber as datas dos Salões do Automóvel que ainda devem acontecer neste ano em todo o mundo.

Jorge Luiz Coelho

Os salões que acontecem ainda este ano são o de Paris e o de São Paulo: o primeiro no começo de outubro e o segundo no fim do mês.

S10 flex 4×4?

Na minha opinião, a GM deveria vender a S10 flex com tração 4×4. Um motor com quase 150 cv com certeza agüenta esse tipo de tração. O Tracker, que tem motor de 130 cv, tem a tração integral. Conheço pessoas que deixaram de adquirir a S10 Flex nova para comprar uma 4×4 usada movida a diesel.

@ Pedro Henrique Lucena

Problema com GNV

Tenho um Corsa Sedan Maxx 1.4 EconoFlex 2007/2008, adquirido em janeiro deste ano e adaptado para usar GNV. Porém, o carro já precisou ser levado para a concessionária três vezes de guincho. Será que o motivo foi o carro ser flex? Não acredito, pois já tive um Classic 2007 que não apresentou nenhum tipo de problema. Conversando com colegas de outras concessionárias, pois troco de carro com regularidade devido ao meu trabalho, disseram que estavam com cinco carros do mesmo modelo parados com o módulo de partida queimado. Detalhe importante: os carros não haviam sido convertidos para usar GNV.

@ José Roberto de Carvalho

Se existe a recorrência do problema em veículos sem a conversão para GNV, é uma influência que pode ser descartada. O problema é que esta conversão, dependendo de como e por quem foi feita, elimina a garantia do carro. Se é problema do carro ou da conversão, é você que deve arcar com os custos. A conversão pode sim alterar os parâmetros de uma injeção flex, causando efeitos que não são notados em um veículo monocombustível. Mas isso somente uma análise do seu caso em particular pode responder. O melhor é consultar algum mecânico com experiência em injeção eletrônica, se a garantia não cobrir o defeito. Os mecânicos de concessionária dificilmente tiveram treinamento para resolver esse tipo de problema.

Nova Strada

Na edição 303, há uma matéria na seção “Teste Rápido” que fala da Fiat Strada e de algumas novidades que serão inseridas em seu novo modelo. Qual a previsão de lançamento dela? Pergunto porque estou me programando para comprar a novidade.

@Sidnei Vitoriano

A matéria de capa deste mês fala justamente da novaStrada Adventure Locker, que vai começar a ser vendida em agosto.

” Parabéns para a revista pela tabela da Fipe.

Isso sim é informação útil.”

@Diego Edain

Classic gastão

Sobre a reportagem do Classic, na seção Carro Usado da edição 303, fiquei com uma dúvida. Qual a autonomia média deste carro? Pois tenho o mesmo automóvel e, com um tanque cheio de álcool e ar ligado, não passa dos 350 km rodando na cidade, com média de consumo de 7,7 km/l. Não é muito pouco? Meu carro ainda não tem nem 20.000 km.

@Rodolfo Ragner

Os números do consumo que aparecem na ficha técnica dos carros são divulgados pelas montadoras, que testam os automóveis em laboratório, em condições ideais seguindo os padrões da ABNT. Além do mais, veículos novos têm maior consumo, e a forma como você dirige pode influenciar no consumo. O consumo médio do carro é de 13,3 km/l, e 17,8 km/l com gasolina e 9,5 km/l e 12,8 km/l no álcool (cidade/estrada).

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

COMPARTILHAR
Notícia anteriorEngatou a sexta
Próxima notíciaPoderia oferecer mais