Conversão de carros para gás (GNV) aumenta 102% em SP; veja o passo a passo

Foram 5.106 pedidos ante 2.527 adaptações no mesmo período do ano passado

0
3
Foto: Agência Brasil - Marcelo Camargo

Com a alta dos preços dos combustíveis, muitos motoristas estão buscando o Gás Natural Veicular (GNV) como uma opção mais barata de circular com seus veículos.

Segundo um levantamento do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), o número de solicitações para o serviço de alteração de combustível GNV teve um aumento de 102% entre janeiro e outubro de 2021. Foram 5.106 pedidos ante 2.527 adaptações no mesmo período do ano passado.


+ Preço da gasolina comum chega a custar R$ 7,999
+ Cinco dias, 126 km e só dois litros de gasolina: Volvo S60 Recharge mostra que híbrido plug-in é o carro ideal
+ Diesel: novembro inicia com alta de 7,2% no valor do combustível

“A alta nos pedidos de conversão para GNV reflete na busca por um combustível mais econômico. Os números mostram que a troca do líquido pelo gás foi a alternativa encontrada para condutores que circulam constantemente, como motoristas de aplicativo e táxis. Porém, antes de fazer a transição é imprescindível que o cidadão procure uma unidade do Detran para dar início ao processo”, destaca Neto Mascellani, diretor-presidente do Detran-SP, em nota divulgada.

Como converter o carro para GNV?

O motorista que optar pelo uso do combustível GNV deve solicitar autorização prévia junto ao Detran-SP. É o mesmo procedimento de alteração nas características do veículo em relação à sua fabricação (como mudança de cor/envelopamento, combustível, blindagem), que resulta na emissão de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV).

O serviço é solicitado por meio do e-mail autorizacoesprevias@detran.sp.gov.br e os seguintes documentos deverão ser digitalizados e encaminhados:

-Documento de identificação pessoal do proprietário do veículo

-Certificado de Registro de Veículo (CRV) ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) – Atenção! Se o registro do veículo ocorrer a partir de 04/01/2021, o documento que deve ser apresentado é o CRLV-e.

-Requerimento de autorização prévia para modificação do veículo preenchido conforme modelo disponível no portal do Detran-SP.

Será feita a verificação de débitos e impedimentos, e, caso toda documentação esteja em ordem, será expedida a autorização prévia e encaminhada por e-mail ao cidadão, que poderá apresentar seu veículo em qualquer Instituição Técnica Licenciada (ITL) para a realização de inspeção de segurança veicular, cuja conclusão resulta na emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV).

Vistoria

Após a ITL, o cidadão precisa ir com seu veículo a uma Empresa Credenciada de Vistoria (ECV) para obter o laudo que libera a realização da alteração de combustível. Os serviços podem ser realizados em qualquer município que tenha uma empresa credenciada junto ao Detran-SP.

Para fazer o procedimento, o cidadão realiza a vistoria em uma empresa credenciada uma somente uma vez, antes da instalação. Depois, vai à ITL anualmente obter o certificado para poder licenciar o veículo.

Com esses documentos em mãos, o proprietário deverá solicitar o agendamento em qualquer unidade do Poupatempo para solicitar a segunda via do CRV (se não houver mudança de propriedade) ou a transferência, ambas com a informação de que há alteração de característica veicular, no caso, do combustível.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Lembra do Astra? Conheça o modelo 2022, que acaba de sair na Inglaterra
+ Cinco dias, 126 km e só dois litros de gasolina: Volvo S60 Recharge mostra que híbrido plug-in é o carro ideal
+ Avaliação: Chevrolet Onix Premier é conectado e bom de guiar, mas já passa de R$ 100 mil
+ Processo de transferência veicular do Detran-SP tem novidades; veja
+ Polícia Rodoviária flagra moto com placa pintada à mão na BR 280
+ Conheça o motorhome Ford F750 World Cruiser de R$ 32,8 milhões
+ Diesel: novembro inicia com alta de 7,2% no valor do combustível
+ Automóveis usados: preço aumentou até 21% em 2021
+ Ford revela detalhes e data de lançamento da picape Maverick; assista