Coreana SsangYong retorna ao Brasil com quatro SUVs e uma picape

Marca comercializará no primeiro trimestre do ano que vem os utilitários-esportivos Korando, Tivoli e Tivoli XLV, além da picape Actyon Sports – e no ano que vem ainda lança o Rexton no Salão do automóvel. E promete preços quase iguais aos dos modelos nacionais

Quase dois anos da interrupção de suas atividades no Brasil, a coreana SsangYong anuncia o retorno ao nosso mercado. Em coletiva de imprensa realizada hoje, 21/9, a marca revelou sua estratégia e sua linha de produtos que volta a vender aqui no ano que vem. No primeiro trimestre do ano que vem chegam os SUVs Korando, Tivoli e Tivoli XLV, além da picape média Actyon Sports em nova geração. E em 2018/2019, em chega também o utilitário esportivo de grande porte Rexton.

O fim do programa Inovar-Auto – e da sobretaxa de 30 pontos percentuais no IPI dos veículos importados – é parte do estímulo para o retorno da marca, embora já estivesse habilitada para vender seus carros aqui, com limitação por cotas, mesmo sob sua vigência.

A SsangYong atuou no Brasil com poucas concessionárias e pequeno volume de vendas entre 1995 e 1998 e, depois de outra pausa nas operações, de 2001 a 2015 – no total foram importados cerca de 14.000 veículos nesses períodos, com pico de 7.000 unidades em 2011 (e a nova operação promete atendimento aos clientes desses veículos, assumindo as garantias e a reposição de peças). Agora, os veículos vem como operação oficial da marca coreana, se chamando aqui SsangYong Brasil. A importadora parceira é a Venko, que já trouxe, com sucesso, a chinesa Chery para o nosso mercado.

E se antigamente a marca  – que já tem 60 anos de história – era famosa por seus carros de design sofrível e motores Mercedes defasados, já há tempos a SsangYong tem um design mais acertado e motores próprios, desenvolvidos e fabricados na Coréia do Sul. Ainda em 2011, o SUV Korando, com porte de Jeep Compass e motor 2.0 turbodiesel de 175 cv já iniciava bem essa evolução (leia aqui: motorshow.com.br/ssangyong-renascida).

Sobre o design, evoluiu bastante. Mas vale observar que mesmo na época em que era duramente criticado, ao menos era criativo. A marca inventou, por exemplo, o SUV-cupê, ao lançar o Actyon – depois copiado por X6 e companhia (leia mais aqui).

Em relação à linha de produtos nesse retorno, enquanto o SUV Korando e a picape Actyon Sports já são nossos conhecidos, inicialmente as grandes novidades serão o Tivoli e o Tivoli XLV – na verdade, são quase o  mesmo carro, sendo o XLV mais longo e espaçoso. 

A Actyon Sports é uma picape média com motor 2.2 turbodiesel 180 cv e tração 4×4 com reduzida. O espaço na cabine para os passageiros do banco traseiro é um pouco menor do que na concorrência. Por outro lado, o acabamento é caprichado. Já o Korando é um SUV médio com porte de Jeep Compass, e tem o mesmo motor e a mesma caixa Aisin automática de seis marchas do Actyon Sports – mas enquanto o Actyon Sports tem tração 4×2 com acionamento opcional do 4×4, o Korando tem tração integral (full-time).

Já o Tivoli é um SUV de 4,20 metros de comprimento, tamanho de Jeep Renegade e cia. (o Tivoli XLV tem 4,44, pouco mais que um Hyundai ix35). Ambos são montados sobre a nova plataforma global da marca e vêm equipados com o mesmo motor 1.6 aspirado a gasolina (futuramente flex) de 128 cv e 16 kgfm e a mesma caixa de transmissão automática de seis velocidades. Sempre com tração dianteira. Os pneus tem medida 215/45 R18 nos dois modelos.

Em 2018, será a vez de a marca lançar o Rexton de quarta geração no Salão do Automóvel de São Paulo. Esse SUV de grande porte já foi vendido aqui em sua segunda e terceira gerações, e a mais recente está sendo exibida com destaque aos europeus no Salão de Frankfurt.

A SsangYong Brasil promete 30 oficinas funcionando até o fim deste ano e 50 concessionárias completas até o fim do ano que vem. E a operação, ao menos a média prazo, é continuar apenas como importadora. “Vamos focar em SUVs e em restaurar a imagem da marca. Uma eventual produção local analisaremos com seriedade quando demanda for suficiente”, explica Jong Dae Lee, executivo da marca.

A SsangYong Brasil não informou os preços dos novos carros, mas informou apenas que serão “competitivos, quase no mesmo nível dos preços dos nacionais” e terão garantia de três anos. A expectativa de vendas é modesta: 3.000 unidades no primeiro ano, somando todos os modelos. O grande desafio será reconquistar o consumidor depois das idas e vindas… 

O site oficial da marca é www.ssangyongbrasil.com.br

 

 

blog comments powered by Disqus