Corrida na praia

Dos games de corrida mais realistas, como o Real Racing 3, sempre falamos aqui. São nossos favoritos, com carros de verdade, pistas de verdade… Mas, de vez em quando, é legal jogar algo como esse Beach Buggy Blitz, com download gratuito para Android e iOS. Sucesso de crítica e de público – com mais de dez milhões de downloads só na Google Play –, o game é uma corrida maluca com bugues e hot-rods em uma ilha tropical.


Com gráficos de primeira, a corrida passa por praias, cavernas secretas, templos em ruínas e pântanos. Há rampas para saltos incríveis e obstáculos inusitados como estátuas Tiki, monstros de lava e caranguejos gigantes. Correndo contra adversários e contra o relógio, é preciso ir catando moedas e cumprindo objetivos para evoluir no jogo – e ganhar mais moedas. Com elas, você pode tunar seu carro ou comprar outros, mais poderosos, e até mudar os personagens que os guiam – que podem ser, por exemplo, um cara fantasiado de coelho ou uma loirinha metaleira. Há, ainda, uma série de fases secretas e recursos especiais, que vão aparecendo conforme se evolui no game. Sempre há uma alternativa para os mais preguiçosos – comprar moedas usando dinheiro de verdade.

Como os gráficos são bem detalhados, é recomendado que se tenha um smartphone ou tablet com processador de pelo menos dois núcleos (dual-core). Não é preciso se preocupar com o espaço disponível na memória – 50 MB livres já são o suficiente para essa corrida na praia.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

COMPARTILHAR
Notícia anteriorBebê a bordo
Próxima notíciaUlysse Speedometer