Curiosidades dos 60 anos do VW Fusca no Brasil

Primeiro exemplar do Fusca brasileiro foi produzido em 3 de janeiro de 1959

Divulgação

Nesta quinta-feira (3), a Volkswagen comemora os 60 anos da produção do primeiro Fusca na fábrica de São Bernardo do Campo (SP). Confira abaixo algumas curiosidades sobre o modelo pioneiro da marca alemã.

1KdF-Wagen

Antes de ser conhecido pelo nome oficial de Volkswagen Sedan, o Fusca tinha o nome de KdF-Wagen, em alusão à organização da Alemanha Nazista responsável pela produção do automóvel popular.

2Antes da VW

Apesar de a primeira unidade do Fusca ter sido produzida pela VW brasileira apenas em 1959, desde 1951 o modelo alemão era montado pela empresa local Brasmotor, que usava peças importadas da Alemanha.

3Líder de vendas

O VW Fusca foi o automóvel mais vendido do mercado brasileiro entre 1959 e 1982.

4Outros apelidos

Além de Fusca, o carro oficialmente conhecido como Volkswagen Sedan recebeu também apelidos como Beetle (Estados Unidos), Käfer (Alemanha) e Vocho (México).

5Retorno ao mercado

Produzido inicialmente entre 1959 e 1986, o Fusca foi um dos poucos modelos de automóveis que voltaram a ser produzidos após o encerramento da sua produção. A nova fase do modelo durou entre 1993 e 1996.

6Fuscas em SP

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP). existem atualmente 827.202 unidades do VW Fusca registradas no Estado de São Paulo.

7Placa preta

O besouro da VW é atualmente o modelo mais popular com a placa de colecionador no Estado, em um total de 6.927 unidades. São Paulo (com 3.856 unidades), Campinas (com 193) e São Bernardo do Campo (com 167) são as cidades com mais Fuscas com placa preta.

8Produção total

Até o encerramento da produção no México, em 2003, o Fusca de primeira geração teve 21,5 milhões de unidades produzidas. Só no Brasil, foram 3,3 milhões de Fuscas fabricados.