Da potência ao luxo “non stop”

Passaríamos horas descrevendo o luxo e a generosa lista de itens de conforto e de conveniência deste Range Rover Sport. No entanto, vamos direto ao ponto: a versão HSE Dynamic passou a ser oferecida também com o novo motor SDV8 4.4 a diesel de 339 cv de potência e 75,4 kgfm de torque – são 47 cv e 14,2 kgfm a mais em relação ao SDV6 a diesel (292 cv e 61,2 kgfm). Esse novo bloco de 8 cilindros em “V”, 32 válvulas e dois turbos (um alimenta cada bancada de quatro cilindros) também equipa o ultrarrequintado topo de linha Vogue SE e Vogue Autobiography.

“Grandalhão” e com quase 2.400 quilos, o RR Sport SDV8 mostra fôlego para acelerar forte: 0-100 km/h em 6,9 segundos – mesmo tempo do esportivo Fiat 500 Abarth com o modo Sport acionado – e atinge 225 km/h de velocidade máxima (limitada eletronicamente). A relação peso-potência de 7,05 kg/cv junto aos 75,4 kgfm de torque disponíveis de baixos 1.750 a 3.000 rpm cooperam no comportamento do modelo. Porém, na comparação com o rival BMW X5 M50D, o RR sai perdendo. O “BM” usa propulsor V6 3.0 com três turbos de 381 cv e os mesmos 75,4 kgfm do Sport SDV8.

O X5M 50D é mais magro (2.190 kg) e faz de 0-100 km/h em 5,3 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 250 km/h (limitada eletronicamente). O câmbio automático sequencial de oito marchas do Range Rover Sport funciona suavemente e tem foco no conforto. Porém, quando solicitado e, dependendo da situação, reduz até cinco marchas de uma vez. Para incrementar a condução, as trocas sequenciais podem ser realizadas pelas borboletas atrás do volante ou pela alavanca. A calibragem da caixa de direção chama a atenção pelas repostas rápidas e diretas ao esterço em um carro desse porte.

Nas curvas, o RR Sport demonstra um comportamento de sedã grande, com pouca inclinação de carroceria. Cortesia das suspensões independentes nas quatro rodas, com sistema Adaptative Dynamics, dotado de amortecedores com variação contínua, que ajustam automaticamente a altura do conjunto. Além disso, com esse mecanismo há o Dynamic Response, com barras estabilizadores ativas que trazem o modelo para baixo ao contornar as curvas. Já a distribuição de torque (uma novidade em relação ao SDV6 a diesel) equilibra a força que é enviada pelo motor entre as quatro rodas.

E se a ideia for enfrentar o fora de estrada, o sistema Terrain Response 2 permite escolher ou ainda seleciona automaticamente o modo de condução mais indicado para cada tipo de terreno. Como se tudo isso não fosse o bastante, a cabine recebeu muita atenção nos detalhes, com bancos dianteiros dotados de refrigeração, aquecimento e massagem, ar-condicionado de quatro zonas, geladeira sob o encosto de braço da frente, monitores de 10,2” para os ocupantes traseiros (opcionais) com fones sem fio, som da renomada Meridian com 23 alto-falantes e 1.700 Watts de potência, entre outros. Vai dizer que estar a bordo desse Range Rover Sport não é igual a viajar na classe executiva de um jato comercial?

—–

Ficha técnica:

Range Rover Sport SDV8

Preço básico: R$ 450.000
Carro avaliado: R$ 450.000
Motor: 8 cilindros em V 4.4, 32V, injeção direta, biturbo, intercooler
Cilindrada: 4379 cm3
Combustível: diesel
Potência: 339 cv a 3.500 rpm
Torque: 75,4 kgfm de 1.750 a 3.000 rpm
Câmbio: automático sequencial, oito marchas
Direção: elétrica
Suspensões: pneumática independente com controle de altura (d/t)
Freios: disco ventilado (d) e disco ventilado (t)
Tração: integral
Dimensões: 4,850 m (c), 1,983 m (l), 1,780 m (a)
Entre-eixos: 2,923 m
Pneus: 255/55 R20
Porta-malas: 784 litros (1.761 litros com o banco rebatido)
Tanque: 77 litros
Peso: 2.398 kg
0-100 km/h: 6s9
Velocidade máxima: 225 km/h (limitada)
Consumo: Não divulgado
Emissão de CO2: sem dados
Nota do Inmetro: Não participa

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar