De fantasia à realidade

De um lado, superesportivos que só faltam falar. De outro, carros compactos mostrando a realidade. No meio disso tudo, a revelação do futuro Jeep nacional. Confira as boasnovas do Salão de Genebra

Salão de Genebra, que aconteceu de 6 a 16 de março, trouxe um prato cheio para os amantes da velocidade. A Lamborghini debutou o Huracán LP 610-4, o sucessor do Gallardo. “É outro clássico da marca. Um carro fácil de dirigir na rua, mas que oferece muito desempenho na pista”, conta Stephan Winkelmann, presidente da marca. O motor aspirado V10 5.2 (610 cv) é associado ao câmbio de dupla embreagem com sete marchas. Ele faz de 0-100 km/h em 3,2 segundos e de 0-200 km/h em 9,9 segundos. Na Europa, o Huracán custa 169.500 euros (cerca de R$ 550.000). É certo que o Huracán chegue ao Brasil no segundo semestre, mas ainda sem preço de nido. Da Itália também veio a Ferrari California T, que aderiu ao motor turbo. O bloco V8 3.8 tem 560 cv (70 cv a mais que o modelo anterior). Algumas tecnologias da Fórmula 1, como o novo controle de tração, foram incorporadas. Para acompanhar as mudanças mecanicas, houve uma atualização visual com para-lams curvos inspirados na 250 Testarossa dos anos 1950.
Outro italiano que atraiu olhares foi o Alfa Romeo 4C Spider, apresentado como conceito. A versão definitiva será produzida no início de 2015. Comparado ao 4C Cupê, ele é apenas 60 quilos mais pesado, graças ao emprego de fibra de carbono na estrutura da capota de lona, aos arcos do para-brisa e ao sistema de escapamento, que também leva titânio. O 4C Spider tem motor de 1,75 litro turbo de 240 cv.

O inédito McLaren 650S tem produção agendada para julho. Serão duas versões: cupê e conversível. O 650 S faz inveja aos esportivos italianos com seu propulsor V8 3.8 biturbo de 650 cv. Já a quarta edição Legends do Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse prestou uma homenagem a Rembrandt Bugatti – escultor e irmão do fundador da empresa, Ettore Bugatti.

A exclusividade ca pela pintura da carroceria e pela reprodução no interior de sua obra mais importante, o Elefante. Existem apenas três unidades, com preço de 2,18 milhões de euros. Mas, quando o assunto é potência exagerada, ninguém supera o Koenigsegg One:1. A máquina de 1.341 cv pesa 1.341 quilos (daí o nome Um por Um) e leva apenas 20 segundos para ir de 0-400 km/h. O show de desempenho contou ainda com o Porsche 919 Hybrid, que marca a volta do fabricante às 24 Horas de Le Mans.
 

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga