Depois de Las Vegas, Toyota Prius é mostrado oficialmente em Frankfurt

A quarta geração do Toyota Prius está completamente mudada e passa a ser montada sobre uma nova plataforma global do fabricante japonês. Sendo assim, as dimensões do modelo híbrido cresceram 60 mm no comprimento e 15 mm na largura. A altura diminuiu em 20 mm. De acordo com o fabricante, o espaço interno não foi prejudicado porque o entre-eixos se manteve inalterado (2.700 mm).  

O visual da dianteira ficou mais futurístico, com mudanças nos faróis, no para-choque e nas luzes de neblina. Atrás, o Prius ganhou lanternas e para-choque redesenhados. Verdade é, que o design do Prius ficou próximo ao do Mirai, carro movido a hidrogênio da Toyota. Além da  adoção da nova plataforma TNGA (sigla para Toyota Global New Architecture), o modelo ganhou um chassi 60% mais rígido, novas suspensões e motor melhorado, que, de acordo com a Toyota, está mais eficiente e mais leve.

Hoje, o Prius usa motor 1.8 de 99 cv associado a propulsor elétrico de 82 cv. Em trabalho conjunto, eles oferecem 134 cv de potência. A transmissão é CVT (continuamente variável). A quarta geração tem o mesmo propulsor, mas com uma série de modificações para ficar mais eficiente. Em segurança, o novo Prius trará alerta de colisão, de mudança involuntária de faixa e controlador eletrônico de velocidade adaptativo.

O modelo híbrido, que é um sucesso de mercado, já vendeu 3,5 milhões de unidades em cerca de 80 países. As suas vendas começam no Japão no final deste ano e nos Estados Unidos a partir de 2016. Para o Brasil, a sua chegada ainda é incerta, mas provavelmente acontece também no próximo ano.