Destaques Motor Show 2008

0
430

CATEGORIA GERAL

Os concorrentes foram: todos os modelos vendidos e/ou avaliados por MOTOR SHOW até dezembro de 2008


A Captiva chegou com um preço bastante atraente para um SUV com motor V6 e bom nível de equipamentos (abaixo dos R$ 100 mil, tanto na versão 4×2 quanto na 4×4). Com muitas qualidades e preço atraente, a Captiva chegou para enfrentar o também mexicano CR-V, além de Hyundai Tucson e Kia Sportage, e logo superou os concorrentes – e uma grande fila de espera se formou. Com a subida do dólar, a barreira dos R$ 100 mil foi superada na tabela da marca, mas não tirou o brilho do modelo. Em segundo lugar, o novo Gol chegou totalmente renovado, com plataforma moderna e excelente dirigibilidade – mas não levou o pódio por causa dos resultados das vendas, que não foram expressivos. A maioria das unidades vendidas de Gol ainda é da geração anterior, que custa menos. Outra novidade que merece destaque é o novo Focus, finalmente atualizado com o modelo europeu – e sem cobrar caro demais por isso. Não se saiu melhor por causa da ausência do motor flex e do alto consumo de combustível.

VEÍCULO DE ENTRADA

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Ao introduzir o Sandero no mercado, o Clio, até superior a ele em alguns aspectos, foi relegado ao papel de carro de entrada da marca, mantido apenas na versão Campus (que mira o público universitário), com motor 1.0 16V. No site da Renault, ele pode ser comprado por menos de R$ 25 mil. Tem acabamento interno superior ao de Gol G4, Celta e cia., motor econômico e suspensão bem acertada. Em um segmento em que o que importa, acima de tudo, é o preço, o Clio Campus se destaca por oferecer um conjunto mais convincente que o dos concorrentes.

Principais concorrentes: Gol G4, Ka, Palio Fire, Mille Economy, Celta, Classic, 206, Effa M100

O mais vendido: GOL

HATCH PEQUENO

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Neste segmento em que o único lançamento significativo foi o do Gol, é justamente ele que leva o título de Destaque da MOTOR SHOW – mas não apenas por ser a única novidade: tem plataforma moderna, design agradável, boa dirigibilidade e consumo contido. A linha Fox recebeu novos motores, com melhora no desempenho, mas sente o peso da idade (e o acabamento interno inferior ao do Gol) e deve ser modificada em breve. O novo 207, apesar do pacote de equipamentos e do interior agradável, não leva o prêmio porque se trata, na verdade, de uma reestilização do Peugeot 206.

Principais concorrentes: Fox, CrossFox, Fiesta, Corsa, Sandero, Punto, C3, Polo, 207

O mais vendido: FOX/CROSSFOX

HATCH MÉDIO

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: NISSAN TIIDA

Apesar do motor gastão e sem flex, o novo Focus hatch merece o “prêmio” por ter sido totalmente atualizado (ficando alinhado ao modelo europeu), enquanto os concorrentes continuam antigos, principalmente o Astra, que – pasmem! – continua líder. O Stilo ganhou o câmbio automatizado, mas, aposentado na Europa, já deveria ter dado lugar ao novo Bravo. Não fosse o Focus, o Tiida, vencedor do ano passado, levaria a melhor. Sua dirigibilidade e seu espaço surpreendem.

Principais concorrentes: Astra, Golf, Stilo, Vectra GT/GT-X, 307, New Beetle, PT Cruiser, Tiida, C4 VTR, Audi A3, Volvo C30, BMW 120/130

O mais vendido: ASTRA HATCH

SEDÃ PEQUENO

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: VW VOYAGE

Esta categoria quase causou briga na redação. O Voyage tem plataforma mais moderna, mas tem um design comportado demais. Já o Siena consegue ter um estilo que agrada bastante, com sua traseira que lembra um Alfa Romeo. Ele foi também o modelo cujas vendas mais cresceram em 2008 – um verdadeiro sucesso, ao contrário do Voyage, que ainda não decolou. O 207 Passion ganha ponto pela novidade – mas, no conjunto, não agradou.

Principais concorrentes: Corsa Sedan, Prisma, Fiesta, Logan, Clio, Polo, Voyage, 207 Passion

O mais vendido: SIENA (excluindo Corsa sedã, que inclui o Classic)

SEDÃ MÉDIO

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegaram lá: LINEA E FOCUS

Linea e Focus Sedan são boas novidades. Mas o primeiro, derivado do Punto, parece estar mal posicionado no mercado e, dessa forma, fica caro demais. O segundo gasta muito e não é flex, o que, em um segmento tão disputado, faz diferença. O líder absoluto de vendas, Civic, tem porta-malas pequeno e mudou agora em 2009. Ou seja, em 2008, estava às vésperas de uma reestilização. O Corolla oferece menor ruído interno, baixo consumo e boa tocada. Por isso, só cresce em vendas.

Principais concorrentes: Civic, Vectra, C4 Pallas, Fusion, Mégane, Sentra, Bora, Jetta, 307 Sedan, Linea, Kia Cerato

O mais vendido: CIVIC

Em 2007, as vendas de automóveis no Brasil cresceram impressionantes 27,8% em relação ao ano anterior, e, em algum momento, pensava-se que a “festa” ia acabar – mas não foi em 2008 que isso aconteceu. No ano passado, apesar da crise internacional que afetou as vendas no último trimestre, o mercado nacional ainda conseguiu crescer mais 14,5%, atingindo a marca de 2,82 milhões de veículos vendidos. Embora menor que em 2007, o número ainda impressionou, justamente por representar um recorde em cima de outro recorde. Hoje o Brasil é o quinto maior produtor de carros e o sexto país em volume de vendas. Os resultados desde o começo do ano entusiasmaram a indústria, que aproveitou para fazer muitos lançamentos, também por conta do Salão do Automóvel. Mas, no mês do Salão, as vendas sofreram um grande abalo, que, entretanto, não foi suficiente para tirar o brilho do melhor ano da indústria automotiva na história do País.

SEDÃ GRANDE (ATÉ R$ 100 MIL)

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegaram lá: PEUGEOT 407 2.0 E ACCORD 2.0

Comprar um sedã de luxo grande por menos de R$ 100 mil é difícil: para ficarem mais baratos, Peugeot 407 e Accord vêm com motor quatro cilindros que proporcionam um desempenho um tanto “manco” e ainda diminuem a lista de equipamentos. E é neste nicho que a Hyundai, com o Azera, abalou o mercado: ele tem motor V6 e uma lista de itens de série para lá de completa. O Kia Opirus também tem motor V6 e muito luxo, mas usa a plataforma do antigo Azera, e por isso é inferior.

Principais concorrentes: Peugeot 407 2.0, Honda Accord 2.0, Kia Magentis, Kia Opirus

O mais vendido: AZERA

SEDÃ GRANDE (de R$ 100 a R$ 200 mil)

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: CHRYSLER 300C V6

Nesta faixa, há muitos sedãs excelentes, como Passat, BMW Série 3 nas motorizações mais modestas, Camry (destaque no ano passado) e Mercedes C200, líder de vendas. Por cerca de R$ 160 mil, o A4 2.0 turbo não tem a potência nem o porte do Chrysler 300C, mas oferece um show de tecnologia, uma dirigibilidade impressionante e um design para lá de belo. O novo A4 foi um salto em relação ao modelo anterior e, por isso, um destaque em sua faixa.

Principais concorrentes: Accord V6, Passat, Camry, Omega, BMW 320/325, Mercedes C200, Peugeot 407 V6, Volvo S40/S60

O mais vendido: MERCEDES C200

SEDÃ GRANDE (Acima R$ 200 mil)

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

No ano passado, o BMW 335 foi nossa escolha como Hors- Concours. A categoria não foi mantida este ano, mas o modelo continua incomparável. Analisando então os outros sedãs acima de R$ 200 mil, a escolha veio pela racionalidade. Claro que um BMW Série 7 ou um Mercedes Classe S são superiores, mas cobram bem caro por isso. Ficamos, então, com o CLS, que é um excelente sedã travestido de cupê, sem a típica “cara de tiozão”. Pelo pioneirismo de seu design, ele é nosso destaque no segmento.

Principais concorrentes: BMW 335, BMW 530/550, Volvo S80, Audi A6, Audi A8, Lexus ES350, Mercedes E 350, Mercedes S500, Audi A8, BMW Série 7, Audi A5

O mais vendido: Mercedes C280

SUPERESPORTIVO O destaque MOTOR SHOW de 2008: Nissan GT-R – Quase chegou lá: FERRARI F-430 SCUDERIA F1

Acusado inicialmente de ser um “robô sem coração”, tamanha a tecnologia empregada, o novíssimo Nissan GT-R provou, na avaliação de nossa parceira italiana Quattroruote, que é capaz de ser “cru” e prazeroso de pilotar. Mas é superior à obra-prima da Ferrari, a F-430 Scuderia F1, desenvolvida pelo heptacampeão de F-1, Michael Schumacher? O V8 da Ferrari tem apenas 10 cv a mais que o V6 biturbo da Nissan; a F-430 acelera de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos, contra 3,5 do GT-R; e o Nissan leva quatro passageiros e bagagem e custa cerca de 80 mil euros, contra 208 mil euros da Ferrari. Por oferecer mais (ou o mesmo) por menos, o Nissan leva o “prêmio”.

STATION COMPACTA

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: FIAT PALIO WEEKEND

A Escapade, além do preço atraente para um “off-road light”, tem suspensão traseira semiindependente, pneus de uso misto de série, um comportamento exemplar e um bom pacote de equipamentos. Perde para a líder Palio Weekend em espaço interno e porta-malas, mas leva vantagem em dirigibilidade. A Palio quase venceu pela adoção do Locker, mas ficou para trás porque oferece o motor 1.4 – um tanto fraco na hora de pegar estrada (ou o 1.8 de origem GM menos moderno e mais gastão). Fora isso, tem menos itens de série.

Principais concorrentes: Palio Weekend, Parati, SpaceFox, 207 SW

O mais vendido: PALIO WEEKEND

STATION MÉDIA

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: PEUGEOT 307 SW

Mais cara que muitas concorrentes, a Jetta é também superior. Consegue aliar bem o espaço de familiar a um desempenho excepcional. O conjunto mecânico é moderno e a suspensão concilia esportividade e conforto. Ela deixa poucos motivos para se pagar mais R$ 40 mil por um Passat Variant. Mas não fica muito à frente da 307 SW, nossa campeã no ano passado – bela, espaçosa e com bancos removíveis. Pesa apenas o fato de que, na Europa, já foi substituída pela 308 SW.

Principais concorrentes: Mégane Grand Tour, Fielder, 307 SW, Passat Variant, 407 SW

O mais vendido: MÉGANE GRAND TOUR

MONOVOLUME COMPACTO

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: MERCEDES B170

As novidades mais significativas foram o novo Fit e o Mercedes B170, vendido por menos de R$ 100 mil. O último não levou o título porque, apesar do preço mais acessível, faz isso sacrificando o desempenho. O Meriva veio com o motor 1.4, mas também não suficiente para seu peso. Além disso, tem uma posição de dirigir ruim e a dirigibilidade é deficiente. Nosso destaque vai para o novo Fit, que, apesar de seu preço abusivo, desalinhado do de mercado, é um “senhor carro”, quando analisado isoladamente.

Principais concorrentes: Idea, Meriva, Doblò, Picanto, Kangoo, Mercedes Classe A

O mais vendido: FIT

Como ocorreu no início do ano passado, a redação da MOTOR SHOW voltou a se reunir para eleger os principais destaques do ano. Dividimos o mercado em 18 categorias, conforme porte e proposta dos carros, e ainda incluímos neste ano duas premiações especiais. A primeira elege o melhor superesportivo, aquela categoria de carros de sonho que poucos podem comprar. A segunda segue a preocupação de MOTOR SHOW com o ambiente e elege o “carro verde” do ano: aquele que mostrou maior preocupação com redução de consumo de combustível e emissões. Para 2009, a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) preferiu ainda não fazer previsão de vendas e dificilmente se baterá um novo recorde, mas lançamentos não faltarão, e chegarão ao mercado os novos Fusion e Saveiro, Smart Fortwo, Renault Symbol (veja nesta edição), além da picape média da VW, Citroën C4 Picasso (já nesta edição), Kia Soul e novo Cerato… Só para citar alguns.

MONOVOLUME GRANDE

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: KIA CARENS

A nova Chrysler Town&Country impressionou pelo espaço interno, mas está longe da realidade do mercado. Já a Kia Carens agradou e quase levou, se não fosse a Grand C4 Picasso… O conforto, as soluções de design interno, a área envidraçada e as belas linhas a tornaram uma escolha óbvia. Uma unanimidade. Mesmo aqueles que, na redação, odeiam minivans, se deixaram conquistar por ela, que ofuscou o brilho da Renault Grand Scénic.

Principais concorrentes: Zafira, Xsara Picasso, Scénic, Grand Scénic, Kia Carens, Chrysler Town&Country, Kia Carnival, Mitsubishi Grandis

O mais vendido: ZAFIRA

PICAPE PEQUENA

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Com as mudanças de design deste ano e a nova versão Locker, a Strada conseguiu, mais uma vez, se manter invicta na liderança do segmento. Um segmento, aliás, do qual parece que só a Fiat está disposta a participar para valer. Sua picapinha tem a cabine estendida, que nenhuma outra montadora copiou, um bom preço de entrada e, agora, o bloqueio do diferencial. Não é, obviamente, um modelo sem defeitos, mas a concorrência é fraca: a Courier foca no trabalho pesado, a Saveiro agoniza enquanto espera ser substituída e a Montana engatinha, tentando seguir os passos da líder.

Principais concorrentes: Montana, Saveiro, Courier

O mais vendido: STRADA

PICAPE MÉDIA/GRANDE

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

No segmento, Ranger e S10 precisam de uma renovação urgente. Enquanto isso, as modernas Toyota Hilux (reestilizada em 2008), Nissan Frontier (nacionalizada no ano passado) e L200 Triton são o que há de mais moderno no segmento. Mas a Mitsubishi foi a que mais inovou no design – moderno até demais para alguns – e a primeira nesta nova geração de picapes a oferecer uma versão com motor a gasolina – medida seguida no ano passado por Toyota e Nissan. Por lançar essa tendência, que se confirmou um caminho para as rivais em 2008, ela merece ser destaque.

Principais concorrentes: S-10, Hilux, Ranger, Frontier, F-250, Dodge Ram

O mais vendido: S10

CARRO VERDE O destaque MOTOR SHOW de 2008: FIAT MILLE ECONOMY – Quase chegou lá: FIAT LINEA T-JET

Em época de aquecimento global e preocupação ambiental, o Mille Economy é nosso destaque 2008 nesta nova categoria. Apesar de ser um modelo antigo, o Mille recebeu diversas modificações com o objetivo único de reduzir o consumo – que passa dos 23 km/l – e, consequentemente, a emissão de poluentes. Além disso, tem um indicador no painel que ajuda o motorista a dirigir de modo mais econômico. Da mesma marca, o Linea T-Jet inaugura no Brasil a tendência mundial de downsizing – seu motor turbinado de 1,4 litro consegue ser bastante econômico e suficientemente potente quando se pisa fundo no acelerador.

SUV (ATÉ R$ 100 MIL)

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: HONDA CR-V

Ao lançar a Captiva nas versões 4×2 e 4×4, ambas com um potente motor V6 e por menos de R$ 100 mil, a GM causou rebuliço no segmento de SUV. A única oferta de mesmo porte com preço semelhante era o Honda CR-V, mas isso na versão com motor quatro cilindros 2.0 e mais pobre em equipamentos. A marca poderia cobrar mais caro pela Captiva, mas optou por um maior volume de vendas, e conseguiu: a novidade se tornou objeto de desejo e as filas de espera se formaram rapidamente.

Principais concorrentes: EcoSport, Tucson, Pajero TR4, Tracker, CR-V, Sportage, Blazer, Airtrek, Dodge Journey

O mais vendido: ECOSPORT

SUV (Acima de R$ 100 MIL)

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: SUBARU TRIBECA

Em versões a diesel ou a gasolina por pouco mais de R$ 100 mil, o Kia Sorento se destaca pelo excelente custo/ benefício. Com tração integral com reduzida e excelente capacidade de enfrentar o offroad, é uma boa opção de SUV. Já o japonês Subaru Tribeca, que comparamos com o Audi Q7, mostrou que, por muito menos, oferece quase a mesma sofisticação que o SUV alemão.

Principais concorrentes: Pajero Full, CR-V 4×4, Hilux SW4, Hyundai Santafe/Vera Cruz, Outlander, RAV-4, Range Rover, Discovery, Cherokee, Touareg, BMW X3/X5, Audi Q7, Mercedes ML, Mercedes GLK…

O mais vendido: HILUX SW4

ESPORTIVO (Até R$ 150 MIL)

O destaque MOTOR SHOW de 2008:

Quase chegou lá: NISSAN SENTRA SE-R

Em um segmento em que os modelos com denominações como “Sporting” e “SS” oferecem apenas um visual esportivo, os destaques são Golf GTI e Civic Si, que chegam perto dos 200 cv. Por um pouco mais, o Subaru Impreza WRX tem motor turbo de 230 cv, dirigibilidade excepcional e muitos itens de segurança e conforto. O Sentra SE-R, com 203 cv, agradou bastante a redação, mas ainda não é comercializado no Brasil.

Principais concorrentes: Civic Si, Golf GTI, Citroën C4 VTR, Audi A3, Corsa SS, Astra SS, Stilo Sporting, Punto Sporting…

O mais vendido: NÃO INFORMADO