Detran de SP lista melhores (ou piores) desculpas para fugir da Lei Seca

Motoristas usaram justificativas criativas para evitar teste do etilômetro e eventualmente ser liberado da fiscalização

0
390
lei seca

O Detran/SP fez um levantamento pra lá de curioso com as melhores (ou piores) desculpas usadas pelos motoristas para evitarem fazer o teste do bafômetro nas blitz da Lei Seca no Estado de São Paulo.

Das já tradicionais justificativas envolvendo enxaguantes bucais e bombons de licor, houveram motoristas bastante criativos para se livrar do etilômetro. Até o uso de prótese dentária serviu de alegação para não fazer o teste na Lei Seca. Segundo o incauto, seria necessário tirar a prótese para o teste, o que causaria constrangimento.


Poupatempo e Detran não vão mais entregar CNH em unidades
Detran abre processo para distribuir CNH gratuita

Outro disse que havia ingerido álcool acidentalmente ao tentar desentupir com a boca a mangueira do carburador do carro. Teve motorista que até admitiu ter bebido, mas por estar abalado com um término de noivado.

Dirigir sob influência de álcool é considerado infração gravíssima, com multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Se recusar a fazer o teste do etilômetro também gera as mesmas penalidades.