Dodge Charger raro é destruído de propósito pelo próprio dono

Apesar do estado de conservação ruim, o carro era um raro exemplar da versão "Charger 500"

Irritado com a falta de propostas concretas de compra para o seu Dodge Charger de 1970, o americano Daniel Gagliardi resolveu tomar uma atitude polêmica: a de sucatear o próprio carro e filmar o processo como uma lição para os “caroços”.

De acordo com o site The Drive, o vendedor queria US$ 8.500 (cerca de R$ 34 mil) pelo Charger, mas estava disposto até a se livrar do carro por um valor abaixo disso. O que incomodou Gagliardi foram as várias propostas descumpridas de compra ou os interessados que combinavam e simplesmente não apareciam para ver o Dodge.

Apesar do estado de conservação ruim, o carro era um raro exemplar da versão “Charger 500”, que teve apenas 392 unidades produzidas e se caracterizava pela ausência do prolongamento das colunas traseiras.