Edição 428

    NESTA EDIÇÃO

    O Toyota Yaris X-Way aposta no visual aventureiro, mas é totalmente urbano: não tem suspensão elevada e nem mesmo pneus de uso misto. Para alguns fãs do segmento, a aparência é mais que o suficiente

    O novo Volvo XC60 D5, com motor a diesel, chega para completar a linha da marca. E gera uma dúvida: vale a pena comprá-lo ou melhor investir um pouco mais e levar a configuração híbrida?

    Se os carros fossem projetados pensando apenas em fatores racionais, seriam quase todos iguais ao Honda Fit. Quem não tem, critica. Quem tem, adora

    O Volkswagen T-Cross 200 TSI com câmbio manual é para quem faz questão de ter controle total sobre o carro. Pena que a opção fique restrita à configuração de entrada

    Para controlar um carro, não é só o controle de estabilidade que trabalha. Há um modo mais eficiente e preventivo: em vez de frear as rodas, melhor acelerá-las. É a chamada vetorização de torque, uma espécie de ESP ao contrário

    Na terceira geração, o SUV “raiz” Mitsubishi Pajero Sport ainda é (muito) melhor para rodar na terra do que no asfalto. Mas ganhou um motor mais moderno e um belo pacote de tecnologia

    “Os fãs de esportes norte-americanos tendem a prestar às suas instituições esportivas reverência que raramente é vista em outros países.”

    De clássicos do nascimento da indústria automotiva até modelos que ainda estão em linha. De títulos absolutos a vitórias em categorias, sem descuidar dos modelos que usam combustíveis alternativos, prontos para subir no ranking

    Enfrentamos um dia de trilhas pesadas no curso de direção fora-de-estrada. Confira dicas que salvam sua aventura

    O Lexus UX 250h é o primeiro modelo da grife de luxo da Toyota no segmento de SUVs e crossovers compactos premium. Com linhas ousadas e powertrain híbrido, é perfeito para o uso urbano – e ainda tem preço bom

    O Ford Edge passa a ser vendido somente na versão esportiva ST. Com apelo do visual “nervoso”, tem motor V6 biturbo com 335 cv e mais de 50 kgfm de torque, mas fica devendo na dinâmica

    Com mudanças externas e internas, o Peugeot 2008 ficou mais SUV e menos crossover – e terá uma opção turbo automática para incrementar as vendas entre os utilitários-esportivos compactos

    Contra a falta de sal no visual de algumas novidades e o envelhecimento de SUVs compactos que fizeram fama e viraram “carne de vaca”, Citroën C4 Cactus e Renault Captur apostam na apresentação. Mas têm sabores bem diferentes

    Na faixa de R$ 150.000, um SUV se destaca pelo porte, o outro chama a atenção pelo desempenho. O novato JAC T80, chinês mais caro vendido aqui, encara o mexicano Chevrolet Equinox com seu motor de Camaro. Duas pechinchas!

    O novíssimo Fiat Argo Trekking é porta de entrada para o “mundo da aventura”. Mas não decepciona: tem visual parrudo e um belo trabalho de suspensão para rodar em terrenos ruins. Para muita gente, isso já resolve

    COMPARTILHAR
    Notícia anteriorEdição 427
    blog comments powered by Disqus