Eficiente na dose certa

FIESTA 1.6 FLEX R$ 40.720

Quem dera se todo popular tivesse o desempenho do Fiesta 1.6. Este propulsor, em um carro que pesa 1.053 kg, oferece a dose certa de potência e torque. Não garante nada além do necessário, porém não decepciona quando é preciso abusar mais do motor, esticando as marchas até rotações maiores que os adequados 3.000 rpm. Esse fator colabora bastante com sua dirigibilidade: guiá-lo não proporciona nenhuma surpresa, e ele cumpre bem sua proposta, com comandos rápidos de volante e boa estabilidade.

Internamente, oferece um generoso espaço e uma posição de dirigir confortável. No banco traseiro ou no dianteiro, todos os ocupantes viajam bem acomodados. Mas, por outro lado,o acabamento deixa a desejar. Quase tudo é de plástico, dando uma certa sensação de fragilidade.

Mas isso não significa que o desenho do seu interior não agrade: muito pelo contrário, a ergonomia é um ponto forte do hatch, assim como os comandos no painel, claros e intuitivos.

O design ainda agrada, mas o novo Fiesta, apresentado no Salão de Genebra (veja nesta edição), é muito mais bonito. Pena que só vai chegar aqui em 2010

Na versão mais básica com motor 1.6, o Fiesta custa R$ 35.995. Já equipado com ar-condicionado e direção hidráulica, sobe para R$ 40.720, um preço meio salgado. Para se ter uma idéia, com mais uns R$ 3.700 é possível comprar a versão mais barata do Focus GL 1.6, que vem de série com arcondicionado e direção hidráulica. Em contrapartida, o design do Fiesta é muito mais atual do que o de seu irmão mais velho, que deve sofrer mudanças ainda este ano.

Em todo caso, vale a pena pesar os prós e contras antes de escolher, mas, sem dúvida, mesmo com suas peculiaridades, o hatch da Ford não deixa de ser uma boa opção nesta categoria.

COMPARTILHAR
Notícia anteriorPlcanto
Próxima notíciaSantana ainda reina na China