Eis a nova Kombi

No segundo semestre do ano que vem, pouco antes de completar 56 anos de vida com pouquíssimas mudanças, a Kombi, mais antigo veículo hoje fabricado no Brasil, será finalmente substituída. A “culpa” é da lei que, a partir de 2014, obrigará todos os automóveis vendidos aqui a ter airbags e ABS. A Volkswagen bem que tentou adaptar as bolsas infláveis na velha Kombi, sem sucesso. Como revela nossa fonte, os airbags, quando acionados, estouravam o para-brisa dianteiro. Isso porque o volante, além de horizontal, fica próximo demais do vidro. Como não havia outra opção, a marca acabou desistindo do modelo. No lugar da Kombi, teremos a Caravelle, importada da Alemanha. Na realidade, ela é apenas uma das variações da quinta geração da família Transporter. Há versões com entre-eixos curto ou longo, teto alto ou baixo, carga ou passageiros… Conforme a configuração, o nome varia: Shuttle, Multivan, Caravelle ou até mesmo… Kombi!

As versões para nosso mercado deverão ter opções de motor 2.0 a gasolina de 116 cv ou 2.0 diesel – com 102, 114 ou 140 cv. São veículos similares em potência e acabamento ao Ford Transit – que será o parâmetro também do preço, que deve partir dos mesmos R$ 80 mil. Para a despedida da Kombi, a marca fará uma série especial de apenas 200 unidades, que terão carroceria bicolor (o branco e azul originais) e virão com som, ar e tudo a que têm direito… menos airbags, claro.

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar



COMPARTILHAR
Notícia anteriorRevolução no Prius
Próxima notíciaP1 em testes