Ele mudou, o preço caiu

EMISSÃO DE CO2 157 g/km BAIXA

RENAULT SANDERO STEPWAY SUGERIDO/A PARTIR DE R$ 42.600

Depois de quatro anos no Brasil, o Sandero foi atualizado. E a Renault aproveitou a oportunidade para reposicionar seu maior sucesso de vendas em nosso mercado (ele responde por pouco mais de 42% das vendas da marca aqui), baixando o preço de toda a linha do hatch.

A maior redução ocorreu na versão Stepway (o modelo das fotos, que avaliamos em Florianópolis). Essa con guração com visual aventureiro, que disputa mercado com EcoSport, CrossFox e cia., ganhou um desconto considerável, de R$ 3 mil. O preço do Stepway básico, já equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico e rodas de liga leve, caiu de R$ 45.690 para R$ 42.600.

Versão hatch do sedã Logan, com o qual compartilha a plataforma, o Sandero tem uma mecânica simples, sem nenhuma so sticação ou re no construtivo. Em contrapartida, tem se mostrado adequado às necessidades do consumidor brasileiro. Essa simplicidade foi um dos trunfos que permitiram à Renault trabalhar com preços mais atraentes nessa versão 2012. Foram tiradas algumas “gorduras” que permitiram essa política de preços ainda mais agressiva por parte da marca. E isso é muito bom, principalmente, para o consumidor.

A maior alteração externa ocorreu na dianteira, agora bem semelhante à do Fluence, último sedã médio lançado pela Renault com base na mecânica do Nissan Sentra em substituição ao descontinuado Mégane. Faróis, capô, para-choque dianteiro, tudo é novo no Sandero. Atrás, as lanternas receberam pequenos acabamentos que melhoraram sua aparência e o nome do carro vem grafado no meio da tampa do porta-malas, como no Fluence. As rodas de liga leve também têm novos desenhos.

Internamente, alguns detalhes de acabamento deixaram o Sandero com aspecto mais so sticado, minimizando a aparência despojada do modelo anterior. Contribuíram para esse interior mais valorizado os apliques metálicos e os novos plásticos brilhantes, o novo console, o reposicionamento dos comandos dos vidros elétricos (antes ficavam no painel, agora estão nas portas) e outros detalhes, como as novas forrações para os bancos.

A versão Stepway é equipada com o motor mais potente da linha, o 1.6 16V ex de até 112 cv, que oferece uma boa performance ao hatch aventureiro. A Renault não alterou a mecânica do carro, que sempre foi motivo de elogios por parte dos consumidores. Realmente o carro oferece uma condução agradável, mas poderia ser mais dócil e menos áspera para car ainda melhor.

O painel ganhou novos plásticos brilhantes, o CD player está mais so sticado e os instrumentos têm novos grafismos. O ótimo espaço na cabine e no portamalas foi mantido

Renault Sandero Stepway

MOTOR quatro cilindros em linha, 1,6 litro, 16V, aspirado TRANSMISSÃO manual, cinco marchas, tração dianteira DIMENSÕES comp.: 4,09 m larg.: 1,75 m alt.: 1,64 m (com barras no teto) ENTRE-EIXOS 2,588 m PORTA-MALAS 320 litros PNEUS 195 60 R16 PESO 1.117 kg • GASOLINA POTÊNCIA 107 cv a 5.750 rpm TORQUE 15,1 kgfm a 3.750 rpm VELOCIDADE MÁXIMA 174 km/h 0 100 km/h 10,6 segundos CONSUMO não disponível CONSUMO REAL não disponível • ETANOL POTÊNCIA 112 cv a 5.750 rpm TORQUE 15,5 kgfm a 3.750 rpm VELOCIDADE MÁXIMA 177 km/h 0 100 km/h 10,6 segundos CONSUMO não disponível CONSUMO REAL não disponível

As versões urbanas

As melhorias no acabamento do Stepway também foram aplicadas ao resto da linha Sandero, assim como a redução nos preços, embora mais discreta. As versões de entrada Authentique têm motor 1.0 16V e preços que agora partem de R$ 28.700. Mais equipado, mas não muito, a versão Expression pode vir com o mesmo motor (a partir de R$ 31.300) ou com o bom propulsor 1.6 8V, com preço inicial de R$ 33.600. Já a versão Privilège, vendida por R$ 40.400, vem bastante completa de fábrica, como a Stepway. Os únicos opcionais são o pacote de segurança, com airbags e ABS (R$ 2.500) e a pintura metálica (R$ 900).

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar



COMPARTILHAR
Notícia anteriorO espaço que sua família merece
Próxima notíciaMotor News