Eles ainda são rivais?


1. MERIVA JOY R$ 42.500

2. HONDA FIT LXL R$ 53.300

No ano passado, o Meriva recebeu retoques visuais e ganhou uma nova motorização para a linha 2009, passando a oferecer o motor 1.4 de 115 cv. Poucos meses depois, chega o New Fit totalmente reformulado e também com um novo propulsor 1.4, que agora está quase 22% mais potente que o anterior. Dois monovolumes, com propostas parecidas, motores de mesma cilindrada e novidades recentes. Por trás de tantas semelhanças, os carros que você vê nestas fotos são mais diferentes do que se imagina.

A começar pela reestilização. O Meriva 2009 mudou, mas foi pouco em relação ao modelo anterior. Grade redesenhada, faróis escurecidos, nada contundente para um carro com mais de seis anos de mercado. No caso do Fit, apesar de mais novo, a mudança foi total. Em espaço, o Fit (que cresceu bem nessa nova geração) continua perdendo para o Meriva, que acomoda melhor passageiros e bagagens.

No desempenho, ponto para o modelo da Honda. O motor 1.4, que antes trabalhava para economizar combustível, ganhou o sistema i-Vtec que modifica a altura e o cruzamento das válvulas, garantindo economia ou desempenho, de acordo com a exigência do motorista. Mais potente, agora com 101 cv (álcool), ele deixou para trás a lentidão da antiga versão.

No Chevrolet, a cavalaria é um tanto maior (105 cv com álcool), mas, na prática, a sensação é de que falta motor para movimentar a carroceria (são quase 200 kg a mais que o rival). O Honda é mais ágil, exige menos trocas de marchas e o motor parece conversar melhor com o câmbio. Uma tocada mais prazerosa e fluida. A posição de dirigir e o acabamento também são melhores no modelo da Honda.

O comportamento dinâmico também é diferente. Nos dois modelos, a calibragem das suspensões garante a firmeza necessária nas curvas sem comprometer o conforto. Com subchassi e bom acerto de molas e amortecedores, o Meriva ainda é um dos melhores monovolumes nesse quesito, mas o Fit impressiona. Por ter centro de gravidade mais baixo (que foi ainda diminuído nesta nova geração), ele aderna menos nas curvas e parece preso ao chão. Uma delícia.

Mas a grande diferença entre os modelos está no preço. Com a redução no IPI, o Fit mais barato (LX) custa R$ 49.580, e o Meriva, em sua versão de entrada (Joy), R$ 42.500 (também com o novo IPI). Financiado em 48 meses com 20% de entrada, o Fit tem prestações cerca de R$ 150 mais caras. Mas, no valor à vista, são mais de R$ 7 mil de diferença nas versões básicas. Um Fit 1.4 de entrada custa quase R$ 2 mil mais que um Meriva 1.8 Easytronic SS, o top de linha! É quase inacreditável que se trate de dois concorrentes. Será que ainda são?

 

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

COMPARTILHAR
Notícia anteriorAproveite as oportunidades
Próxima notíciaO C4 que faltava