Elétricos: Stellantis e Samsung fazem parceria para produzir baterias

0
15
Foto: Reprodução/Facebook Stellantis

A Stellantis assinou um memorando de entendimento para a produção de células e módulos de bateria na América do Norte com a Samsung – o fato ocorre dias após a companhia automotiva fechar um acordo com a LG para o mesmo tipo de produção.

A planta, com início de operação previsto para 2025, deverá ter capacidade inicial de produção anual de 23 GWh, com possibilidade de aumento para 40 GWh.

+ Stellantis e LG fazem parceria para produção de baterias de íon-lítio
+ Mercedes e Stellantis se juntam no mercado de baterias para veículos elétricos


“A implementação das plantas de baterias anunciadas nos permitirá ser muito competitivos e nos tornarmos líderes no mercado norte-americano de veículos elétricos”, comentou Carlos Tavares, CEO da Stellantis, em nota divulgada.

E completou: “nossa estratégia de trabalhar com parceiros renomados nos permitirá ganhar velocidade e agilidade para projetar e fabricar veículos elétricos seguros, acessíveis e confiáveis, que atendam perfeitamente às demandas de nossos clientes. Gostaria de agradecer a todas as equipes que estão trabalhando neste investimento estratégico para o nosso futuro”.

Capacidade de produção 

A Stellantis diz que está agora bastante avançada no processo de assegurar sua capacidade anual de produção de baterias para veículos elétricos de 63 GWh, para apoiar a meta de 40% de veículos eletrificados em suas vendas nos Estados Unidos até 2030.

As fábricas de baterias suprirão as necessidades das plantas da Stellantis nos Estados Unidos, Canadá e México. Estas baterias serão instaladas em carros elétricos de nova geração, híbridos recarregáveis ​​ou 100% elétricos, que serão comercializados sob as várias marcas Stellantis.

Investimentos

A Stellantis planeja investir mais de 30 bilhões de euros até 2025 em eletrificação e desenvolvimento de software, ao mesmo tempo em que persegue seu objetivo de continuar a ser 30% mais eficiente do que todo o setor em termos de relação entre Capex e despesas de P&D e volume de negócios.

MAIS NA MOTOR SHOW: 

+ Strasse lança Volkswagen Taos Oettinger de 200 cv no Brasil
+ Brasil de 2021: preço da gasolina chega até R$ 7,49 e etanol a R$ 7,09
+ Motoristas de aplicativos devolvem 30 mil carros alugados
+ Volkswagen: produção em São Bernardo será reduzida por falta de chips
+ Versões e preços Fiat Pulse
+ Confira a galeria de fotos do Fiat Pulse
+ Avaliação: Fiat Pulse chega para ser um divisor de águas
+ Leilão da PRF tem 109 veículos conservados; lances começam em R$ 300
+ Veja quais são os 10 carros populares mais roubados em SP
+ Jeep Compass: veja 5 curiosidades do SUV e qual é a melhor versão