Em busca de aventura

Manutenção baixa

Desvalorização média

Seguro médio

A Fiat foi a pioneira na venda de picapinhas no Brasil, segmento que inaugurou ao lançar a picape do 147, em 1978. Já a Strada chegou em 1998, derivada do Palio, e é a líder absoluta de sua categoria há 11 anos. Os números impressionam: no mês de abril, foram 9.872 unidades vendidas, contra 5.096 da segunda colocada, a Saveiro. Um dos motivos do sucesso é a variedade de versões – são oito no total, que atendem às necessidades de diferentes tipos de consumidores. São duas opções de motorização, 1.4 ou 1.8, e cabines que podem ser simples, estendidas ou duplas – com essa última opção, é única oferta no segmento.

 Acima, os instrumentos com fundo branco e leitura razoável, o botão ELD, que aciona o sistema Locker, e a bússola e os inclinômetros, exclusivos da linha Adventure

No mercado de usados, a Strada Adventure Locker 2009 é uma boa opção para aqueles que querem uma picape que encare uma estrada de terra sem passar muito aperto. Cotada na tabela Fipe/ MOTOR SHOW por R$ 38.627, a versão, na época, era vendida apenas com a cabine estendida e vinha com um sistema de bloqueio do diferencial, chamado pela marca de Locker. A engenhoca não a transforma em um 4×4, mas dá a ela maior capacidade de tração, caso alguma roda atole na lama ou perca contato com o solo. O sistema é ligado por meio de um botão no painel e desligado automaticamente quando o carro atinge a velocidade de 20 km/h.

Para o proprietário Gustavo Rancevas, as linhas do carro são seu maior destaque. “Comprei pelo design, que acho muito bonito. E o interior possui alguns instrumentos interessantes, como o inclinômetro e a bússola, que me conquistaram.” O desenho agrada, mas não a ergonomia, fonte de reclamações de vários proprietários: “Acho que o espaço interno é mal aproveitado e não encontro uma boa posição para dirigir, pois o banco é muito alto”, reclama Mariane Negri, que tem uma Strada ano 2010. Pedro Moreira também se queixa da posição de dirigir, principalmente pela falta do ajuste de profundidade do volante. E Moreira também não está nada satisfeito com o consumo de combustível de sua picapinha. “Mas o motor 1.8 é bom, tem bastante força mesmo em baixas rotações”, pondera. Outra característica que o agrada bastante é a tampa da caçamba que, além de poder ser removida, ainda pode ser trancada por chave.

Quanto a problemas mecânicos, Renato Bastos, da o cina Auto Kar, não aponta defeitos crônicos. Mas, como se trata de um veículo com potencial de uso comercial, aconselha a tentar identi car se a picape foi usada para trabalho pesado. “Dê uma volta com o carro e veri que se há ruídos excessivos na caçamba ou falta de estabilidade. indicadores de possíveis problemas futuros.”

Pelo mesmo preço

Corsa Sedan Premium 1.4 0km R$ 38.745

O modelo da GM, “zerinho”, leva quatro passageiros com bastante conforto (o quinto ca um pouco apertado). No entanto, seu design é antigo (ele tem a mesma cara desde 2002) e seu motor 1.4 é consideravelmente mais fraco que o 1.8 da Strada – mas bem mais econômico.

Audi A3 1.8 turbo 180 cv 2006 R$ 40.740

Nessa versão turbo, o A3 é pura esportividade. Além disso, possui maior espaço interno e tem ABS e airbags como itens de série (são opcionais na Strada). No entanto, sua manutenção custa mais e o seguro, dependendo do per l, ca caríssimo.

Picanto EX 1.0 Aut. 0 km R$ 38.267

O Picanto é zero-quilômetro, tem câmbio automático e leva quatro pessoas. É melhor na cidade do que na estrada. No entanto, seu espaço interno e porta-malas deixam a desejar e o seu motor é bem mais fraco do que o da Strada. Suas suspensões são mais delicadas: evite estradas de terra.

Strada Adventure 1.8 Locker MOTOR quatro cilindros em linha, 1,8 litro, 8V TRANSMISSÃO manual, cinco marchas, tração dianteira DIMENSÕES comp.: 4,45 m – larg.: 1,67 m – alt.: 1,56 m ENTRE-EIXOS 2,718 m CAÇAMBA 800 litros/ 625 kg PNEUS 205/70 R15 PESO 1.130 kg • GASOLINA POTÊNCIA 112 cv a 5.500 rpm TORQUE 17,8 kgfm a 2.800 rpm VEL. MÁXIMA 180 km/h 0 – 100 km/h 10s5 CONSUMO cidade: 12,2 km/h – estrada: 16,3 km/h CONSUMO REAL cidade: 9,4 km/h – estrada: 11,6 km/h • ETANOL POTÊNCIA 114 cv a 5.500 rpm TORQUE 18,5 kgfm a 2.800 rpm VEL. MÁXIMA 182 km/h 0 – 100 km/h 10s2 CONSUMO cidade: 8,4 km/h – estrada: 11,5 km/h CONSUMO REAL cidade: 6,5 km/h – estrada: 8,2 km/h

 

GOSTO…

“Comprei pelo design. E o interior possui instrumentos interessantes, como o inclinômetro e a bússola” Gustavo Rancevas, proprietário

NÃO GOSTO…

“O espaço interno é mal aproveitado e não encontro uma boa posição para dirigir, pois o banco é muito alto” Mariana Negri, proprietária

MERCADO

Sua desvalorização, de 6,01% no último ano, está apenas ligeiramente acima da média de suas concorrentes Montana (5,75%) e Saveiro (4,79%).

COMPARTILHAR
Notícia anteriorC3 Picasso o Aircross urbano
Próxima notíciaBeleza americana